POR

/

ENG

Revistas

Uma nova porta para o exterior

No dia 1 de junho, o professor de Educao Musical Patrick Schmidt, da Universidade de Westminster, nos Estados Unidos, visitou os Meninos do Coque. Ele pode inserir a Orquestra em um compndio internacional que rene projetos sociais ligados msica

Uma visita especial pode mais uma vez abrir as portas para os Meninos do Coque e levar o nome do projeto a um patamar internacional. Depois de classificados como uma boa prtica social no Prmio Dubai de Melhores Prticas, no ano passado, agora, em 1 de junho deste ano, a Orquestra Criana Cidad recebeu a visita do professor de Educao Musical Patrick Schmidt, da Universidade de Westminster, nos Estados Unidos. Alm de lecionar msica, Schmidt participa de um programa em parceria com a Organizao das Naes Unidas (ONU) o professor edita um compndio sobre projetos sociais que trabalham com msica. A ideia incluir a Orquestra no material.

Apesar do nome ingls, Patrick brasileiro. H dois anos, ele ouviu falar da Orquestra do Coque e, nesta visita ao Brasil, procurou conhecer o projeto mais de perto. Entre outras atividades, veio especialmente para encontrar a Orquestra Criana Cidad. Uma professora de msica da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) me falou do projeto, quando estive em uma palestra no Rio Grande do Sul. E quando souberam que eu vinha novamente, me indicaram mais uma vez, explica o professor.

Patrick conheceu a Escola de Msica MaestroCussy de Almeida, visitou as salas de aula, viu alunos tocando e conversou com os professores. Depois, conheceu o desembargador Nildo Nery, presidente do projeto, e fez questo de cumprimentar o coordenador-geral, juiz Joo Targino, com quem tambm conversou e assistiu ao documentrio sobre a Orquestra. Para o coordenador, elogios no faltaram do visitante. impressionante como, em cinco anos, o projeto j est alcanando essa dimenso. Est muito bem. Principalmente os planos para futuro, afirma, se referindo construo da Sala de Concertos Presidente Lula. No fim das contas, o professor se interessou bastante pelo projeto. A interao entre os msicos e a musicalidade deles so muito boas. Imediatamente percebemos isso, diz Patrick. Segundo ele, a Orquestra tem uma boa equipe de profissionais que a impulsionam sempre mais. A impresso que existem professores com forte entendimento musical e social. uma relao muito importante, alega Schmidt, que tambm observou um fato curioso na pedagogia do projeto. Existem alunos separados por nveis, mas eles trabalham, tambm, muito juntos. Isso timo pedagogicamente, porque um aprende com o mais adiantado. Esse desenvolvimento essencial, diz.

MSICA COMO UM RECURSO NATURAL

Assim chamado o projeto no qual o professor Patrick Schmidt participa junto s Naes Unidas em seu ttulo original, em ingls, Music as a Natural Resource The Compendium. O objetivo formular um compndio de programas ligados incluso social e msica. De acordo com o professor, essa j a segunda edio, que contempla projetos dos cinco continentes. No primeiro compndio, conseguimos reunir 72 projetos de 45 pases. Agora, esperamos expandir. A inteno alcanar projetos focados no educacional e no social, com propostas que sirvam de exemplo para o mundo, explica.

Junto com outros quatro profissionais, Patrick viaja ao redor do planeta conhecendo projetos. A experincia nica. A gente conhece projetos extremamente interessantes e bem diversificados. Vi, uma vez, um trabalho com comunidades da China que so inseridas socialmente atravs de um instrumento musical chins, chamado ocarina. De outra, vi grupos que trabalham na Jordnia e na Palestina, nos campos de refugiados, afirma Patrick.

diante desse universo de projetos sociais que a Orquestra Criana Cidad tambm concorre a uma vaga na segunda edio do livro Msica como um Recurso Natural. Com fortes concorrentes disputando, os Meninos do Coque tm uma nova chance de se destacar internacionalmente. A edio do compndio deve ser concluda em julho e entregue ONU em setembro. De acordo com Patrick, o grande diferencial dos projetos escolhidos o impacto que eles tm na comunidade onde atuam. Como disse Joo Targino, no se pode focar apenas no profissional, porque o social e o, econmico tambm so importantes. O intuito focar na estruturao, disse o professor. Sorte para os Meninos do Coque.

Para mais informaes sobre o compndio, visite o site do projeto (em ingls):
http://www.unpan.org/Regions/Global/Directories/
Resources/tabid/456/ItemID/1836/language/en-
US/Default.aspx

MAIS UMA VISITA INTERNACIONAL

A Orquestra Criana Cidad recebeu, no dia 4 de junho, outra visita musical: o maestro e pianista italiano Luigi Abbate. Interessado em conhecer as diferentes realidades de projetos sociais relacionados msica, ele assistiu aos ensaios da Orquestra e ficou impressionado com a capacidade rpida de aprendizado dos alunos.

Desde 2005, Abbate excursiona pelo Brasil investigando de que forma a msica usada em cada contexto social dos estados e como ela modifica a realidade desses locais. Na Orquestra Cidad, ele conheceu o papel do projeto no resgate cidadania de crianas e adolescentes que se encontram em situao de vulnerabilidade no Coque. A msica faz parte da sociedade, ento ela passa a ser um instrumento de luta diante dos problemas sociais, explicou o maestro.

Ao ouvir a Orquestra C, formada por alunos iniciantes, tocar desde msicas regionais a composies clssicas, o pianista se admirou com a evoluo prtica das crianas, responsabilizando, em grande parte, a qualidade dos professores pelo mrito. A presena do som das cordas muito boa. Aproveitem todos os mestres que vocs tm e sempre se dediquem aos estudos, que vocs vo longe, aconselhou Abbate.

Luigi Abbate tambm destacou a importncia da presena do sentimento e da paixo no fazer musical, citando, como uma das maiores diferenas dos msicos europeus para os latino americanos, o valor humano que os latinos colocam na arte. Na Europa, existe muito profissionalismo, mas os instrumentistas so mais frios. Aqui, eles agregam o lado humano msica, o que considero um grande avano de nvel, disse o maestro.

Em homenagem a Abbate, os Meninos do CoqueEstaes, de Vivaldi, compositor italiano.

Luigi Abbate - Diplomado em piano pelo Conservatrio de Msica de Piacenza, Itlia, o maestro Luigi Abbate tambm dedicou os estudos composio, musicologia, direo de orquestra e anlise musical, no Conservatrio G. Verdi, de Milo. Ele tambm exerce atividade jornalstica, escrevendo textos de segmento musical para revistas importantes da Itlia - o maestro faz parte da Ordem Nacional dos Jornalistas da Itlia. Escreve textos de crtica musical para revistas italianas e estrangeiras como Amadeus, Scherzo, Musica-Realt e Musica.

Abbate j conquistou inmeros prmios
em festivais de msica, concorrendo com trabalhos sinfnicos e de cmara (msica feita para ser interpretada por pequenos grupos de instrumentos ou vozes em salas menores). Com a obra Apax, o maestro ganhou o Premio Internacional Ancona, para instrumentos de madeira, em 1986; em 1987, com Dallo Scuro, ele recebeu o premio italiano Gino Contilli Messina. O msico realizou diversas obras musicais para o acompanhamento de peas teatrais, apresentaes de orquestras e sextetos, entre outros.

PRXIMOS CONCERTOS

19/07/2017

Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Ipojuca na Caixa Cultural Recife

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

/criancacidada

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.