POR

/

ENG

Revistas

Concerto comemorativo emociona plateia no Dona Lindu

Em uma noite bastante disputada pela sociedade pernambucana, a Orquestra Criana Cidad celebrou cinco anos de existncia. O concerto de aniversrio dos Meninos do Coque levou cerca de 700 convidados ao Teatro Luiz Mendona, do Parque Dona Lindu, no ltimo dia 21 de julho, com o intuito de assistir a uma apresentao que mesclou o clssico e o popular, mas que tambm emocionou pelos agradecimentos e homenagens. O ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva recebeu um prmio pelo apoio ao projeto e, rodeado por autoridades polticas e civis, proferiu palavras que, pela sinceridade, comoveram a plateia.

Desde 2008, quando assistiu a uma apresentao da Orquestra no Planalto, Lula mantm uma relao recproca de admirao com os Meninos do Coque. Danielzinho, um tipo de mascote, como o ex-presidente diz, simboliza esse relacionamento afetuoso. Foi o garoto, agora com 11 anos, que ganhou de Lula o primeiro violino do mundo feito de eucalipto. Foi o mesmo Danielzinho que, em retribuio, passou, para as mos do ex-presidente, o trofu Criana Cidad, feito de madeira nobre, direcionada elaborao de instrumentos de corda. Jlio Rocha, luthier do projeto, elaborou a delicada pea.

E foi sobre Daniel Bernardino onde estiveram, em parte, os holofotes da noite. Lula dirigiu-se ao menino vrias vezes, incentivando-o a estudar o ex-presidente soube, pelo maestro Lanfranco Marcelletti, que o garoto precisa dedicar-se mais. Alm disso, Lula brincou com a plateia, surpreso com o peso de Daniel Danielzinho est parrudo", disse e continuou, elogiando a vestimenta dos pequenos msicos. "Eles esto chiques, ganharam ternos novos. E eu estou at com vergonha, porque vim com minha camisa goiaba".

Nesse clima descontrado, Lula tambm fez a plateia refletir sobre questes sociais. O ex-presidente, pernambucano que j viveu as agruras da pobreza, v-se nos meninos e meninas da Orquestra, que s precisaram de uma oportunidade para se revelar talentos musicais. Na sua saudao, o presidente da ABCC, Nildo Nery, lembrou sobre essa feio similar. O ex-presidente, nosso homenageado, nunca baixou a cabea diante das dificuldades. Nildo Nery, assim como o coordenador do projeto, juiz Joo Targino, lembraram tambm a fora de vontade da me de Lula, Dona Lindu, quando, em 1968, em busca de melhores condies, mudou-se com os oito filhos para So Paulo. Sempre digo que a melhor forma de ser feliz ajudando os outros. E a verdade que lula continua ajudando os brasileiros, completou Nery.

Incumbido de agradecer as parcerias e lembrar um pouco sobre a histria do projeto, Joo Targino ressaltou as dificuldades iniciais passadas. Muitas foram as portas batidas. Vrios foram os chs de cadeira que eu, juntamente com o desembargador Nildo Nery e o saudoso maestro Cussy de Almeida, tivemos que suportar para, em seguida, surgir um secretrio e dizer que a pessoa com quem desejvamos falar no estava ou no podia nos receber, afirmou, continuando: em dois momentos distintos, chegamos a marcar data para o fim da Orquestra, ante a absoluta falta de recursos financeiros.

A necessidade de se oportunizar educao foi parte da pauta da noite. S a oportunidade transforma, enquanto a esmola degrada, humilha, amesquinha e vicia o cidado, destacou Targino. Para o juiz, a histria do ex-presidente, repleta de superao desde a mais tenra infncia, inspira os Meninos do Coque. Estes garotos, igualmente, nascidos em bero humilde, esto fazendo, da oportunidade recebida, a fora transformadora de suas vidas.

MOMENTOS

Lula recebeu a homenagem da Orquestra devido a uma parceria que data do ano de 2008. A primeira apresentao dos Meninos do Coque para o presidente aconteceu em Braslia, no Palcio do Planalto. Na verdade, tnhamos nos apresentado no dia anterior a convite da Secretaria de Comunicao do governo, mas sem a presena de Lula. Os meninos j viajaram com a expectativa de encontrar o presidente, ento fizemos de tudo para realizar outro concerto, exclusivo para ele. Uma garota at adoeceu de tanta ansiedade, conta o juiz Joo Targino.

Ao ser socorrida pelos mdicos do Planalto, ela falava que queria ficar boa para tocar para o presidente, o que veio a ocorrer. Eu contei-lhe [ao presidente Lula] este fato no dia seguinte, e o senhor perguntou-me quem era a garota. Ao ser informado, foi at ela e deu-lhe um beijo carinhoso, lembrou o magistrado.

A empatia foi total. Depois da performance, vrios outros convites surgiram, em Braslia e no Recife, articulados por Lula. A apresentao no encontro da cpula dos chefes de estado e governo do Mercosul, Amrica Latina e Caribe, na Costa do Saupe, na Bahia, ficou marcada na histria da Criana Cidad. Lula mandou o avio presidencial buscar o grupo.

Por ltimo, o ex-presidente cedeu o uso de um terreno da Unio que fica na frente da sede provisria da Orquestra, localizada no Quartel do Cabanga. O terreno, de 1,5 hectare, abrigar a Sala de Concertos Presidente Lula, um moderno teatro aos moldes do Santa Isabel, com capacidade para mais de 500 pessoas. O prdio tambm comportar a Escola de Msica Maestro Cussy de Almeida e a sede administrativa da Orquestra Criana Cidad.

Todos estes gestos foram recolhidos e guardados em nossos coraes. Portanto, esta homenagem nada mais representa do que um imperativo de justia, um atributo de gratido, reiterou Targino, justificando a homenagem ao ex-presidente.

Eu acredito que todo ser humano poderia evoluir se tivesse oportunidade, opinou Lula. Lembro que o Daniel no conseguia nem segurar o violino. E imagino o que aconteceu com todos esses meninos, disse. Quando vejo vocs, eu me lembro de mim mesmo. Quando um menino como eu, saindo de onde sa, morando onde morei e tendo a formao escolar que tive, uma pessoa que passou por tudo isso, conseguiu ser presidente da Repblica, ento eu digo que, qualquer um de ns, se tiver uma mo estendida, essa pessoa pode ser o que quiser na vida.

Para o ex-presidente, a Orquestra Criana Cidad um exemplo. Eu no merecia essa homenagem. Deveria ser para vocs, disse. Eu levo esse exemplo mundo afora. Com esse projeto, vocs esto dizendo eu no nasci para ser marginal e para viver no Coque a vida inteira. Lula tambm ressaltou a necessidade de o Estado apostar na preveno. Um menino desse no custa muito. mais barato permitir que um menino desse vire um marginal ou bandido do que reintegr-lo quando ele j entrou no mundo do crime.

O ex-presidente se disse aberto a auxiliar a Orquestra Criana Cidad. Eu posso ajudar mais ainda do que quando eu era presidente. "Eu no sou mais presidente, mas sou amigo do governador, do prefeito, dos senadores e da presidente Dilma. Podem contar comigo, pois a minha disposio mesma", disse. "Vou falar para a Dilma que, quando ela vier ao Recife, que assista a uma apresentao da Orquestra Criana Cidad. Como me e como av, sei que ela vai abraar essa e outras orquestras pelo Brasil", concluiu.

ORQUESTRA JOVEM

O 5 aniversrio tambm simbolizou um marco histrico para os Meninos do Coque. Foi constituda, no evento, a Orquestra Jovem Criana Cidad, formada pelos 42 mais habilidosos msicos do projeto, que continuaro a receber a tutoria da equipe da Orquestra. Para dar suporte financeiro aos jovens instrumentistas, foi assinado, no dia, um convnio com a Confederao Nacional da Indstria (CNI), que passa a apoiar a Orquestra Jovem com uma bolsa-auxlio mensal para cada membro, de valor ainda no definido.

O convnio foi firmado entre a Associao Beneficente Criana Cidad organizao gestora da Orquestra e a CNI/Sesi. No evento, o vice-presidente da CNI, Jorge Crte Real, assinou como testemunha, assim como a representante do Sesi, Cludia Ramalho. O presidente da ABCC, Nildo Nery, representou a organizao no ato de assinatura.

CONCERTO

A apresentao comemorativa, conduzida pelo maestro Lanfranco Marcelletti, movimentou a audincia com peas conhecidas. Trenzinho Caipira, de Villa Lobos, Concerto Para Dois Violinos, de Bach, Preldio da Sute Carmen, de George Bizet, e Carinhoso, de Pixinguinha, foram algumas das composies de destaque. Houve tambm uma homenagem ao falecido regente da Orquestra, Cussy de Almeida, com participao do ex-professor do projeto Felipe Johnson. Felipe solou Concertino de Guerra Peixe, pea feita especialmente para Cussy.

Entre uma msica e outra, a animao da plateia era evidente, provocada tambm pela performance do maestro Lanfranco, bastante comentada. Marcelletti deu um show de desenvoltura. Muitos foram os comentrios positivos acerca do novo regente da Orquestra Criana Cidad. O vis entusiasmado de Marcelletti, no entanto, anda ao lado da seriedade com que acompanha os Meninos e assim os observa no dia a dia do projeto. Eles so msicos. assim que ns devemos v-los. Ponto, finalizou.

Sonhos de Msicos

Quarenta e dois jovens instrumentistas passaram a compor, depois do aniversrio, a Orquestra Jovem Criana Cidad. Conhea alguns deles e o que desejam para o futuro.

Joo Pedro Lima, 15 anos, violino:

Essa nova etapa que ns iremos passar, de fazer parte da Orquestra Jovem Cidad, vai ser muito significativa. Estou muito curioso pra saber das mudanas, mas sei que ser muito bom. Ser mais uma parte do nosso caminho para realizar nossos sonhos. O meu sonho, por exemplo, ser um grande musicista, tocar em grandes orquestras, tanto no Brasil como no mundo afora. Um dia, eu assisti a um concerto, pela internet, de uma Orquestra da Dinamarca, gostei muito e passei a desejar tocar nessa Orquestra.

Calini Teixeira, 15 anos, violino:

O meu sonho ter uma oportunidade de estudar fora do Brasil, conhecer outras orquestras. Tenho preferncia pela Frana e pela Alemanha, pois sei que l existem orquestras maravilhosas. Vi uma vez, na internet, um concerto delas. Gostei muito! Alm disso, quero estudar bastante para prestar o vestibular para Msica na Paraba e estudar lnguas.

Thamires Maria de Oliveira, 16 anos, contrabaixo:

Vai ser muito bom pra ns que vamos passar para a nova Orquestra. Vamos ter novas experincias e mais responsabilidade. A partir disso, quero muito evoluir cada vez mais, para conseguir seguir nesse caminho da msica mais preparada e, um dia, quem sabe, me tornar uma musicista bem reconhecida. No tenho a inteno de estudar longe da minha famlia. Vou procurar fazer tudo perto dela, mas, lgico, se aparecer uma oportunidade de estudar fora, no irei dispensar.

Micaele Cristina da Silva, 15 anos, violino:

O meu sonho viver de msica. Desde que entrei no projeto, no consigo mais me imaginar fazendo outra coisa. Adoro tocar o meu instrumento, aprender peas de qualquer estilo. Gostaria muito de ter a oportunidade de conhecer outros lugares fora do Brasil. Eu me considero uma pessoa que no dispensa oportunidades, sem medo e com muita vontade de crescer.

Amanda Lopes, 16 anos, violoncelo:

Participar dessa nova Orquestra que o projeto criou vai ser muito bom. Por receber a bolsa, a gente vai alm de do aprendizado, vamos ganhar um meio de nos ajudar financeiramente. Sem contar na experincia de trabalhar, porque, pra ganhar a bolsa, teremos que fazer o nosso trabalho, que tocar bem e nos dedicar a isso. Meu sonho estudar fora do Brasil. Um dia, quero tocar e estudar nos Estados Unidos, mas, antes disso, vou me dedicar, estudando pra passa no vestibular para Msica na Universidade Federal de Pernambuco, e me aprofundar no ingls. Outro sonho virar solista e, mais frente, ser professora.

Fagner Zumba, 19 anos, contrabaixo:

Eu quero muito conseguir entrar na nova Orquestra do projeto. Vai ser muito bom fazer parte dos melhores. Com a bolsa que vo dar, eu quero investir no meu futuro e no meu instrumento. Atravs disso, continuar no meu caminho de realizar meu sonho, que estudar na Espanha e, um dia, tocar na Orquestra Granada.

Herlane Franciele, 16 anos, violoncelo:

Participar da Orquestra Jovem Cidad vai nos ajudar muito. Tanto como estudantes de msica, como tambm financeiramente, graas bolsa que iro nos oferecer. Eu quero investir nos meus estudos e quero, tambm, ajudar em casa. Isso vai nos incentivar cada vez mais a nos esforamos para sermos grandes. Meu sonho tocar em grandes orquestras, dar aulas de violoncelo e por a vai.

* Com colaborao de Carolina Barros

Discurso de comemorao do 5o aniversrio da Orquestra Criana Cidad, proferido pelo idealizador e coordenador-geral do projeto, juiz corregedor Joo Jos Rocha Targino, no dia 21 de julho de 2011, no Teatro Luiz Mendona, do Parque Dona Lindu, na cidade do Recife-PE.

"Excelentssimo Senhor Luiz Incio Lula da Silva, Dignssimo Ex-Presidente da Repblica, em vosso to querido e estimado nome, cumprimentamos a todas as autoridades civis, militares e eclesisticas, que, com suas presenas, elevam o prestgio desta solenidade.

Demais Senhoras e Senhores amigos da Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Coque, muitssimo obrigado por suas presenas. Sintam-se todos nominalmente cumprimentados e fraternalmente abraados.

O premiado escritor Paulo Coelho, em seu livro Brida, disse que: Quando a causa nobre, todo o universo conspira em seu favor".

Neste momento festivo, em que se comemora o 5o aniversrio da Orquestra Criana Cidad, a citao mencionada descreve, com acentuada clareza, o momento emblemtico que celebramos agora a presena de tantos homens e mulheres de sensibilidade, reunidos em prol da solidariedade humana.

O tempo de colheita. No entanto, no devemos nos esquecer de que, na fase da semeadura, muitos foram os obstculos a serem superados. que, senhoras e senhores fazer o bem no to fcil como muitos pensam!

Muitas foram as portas batidas, das quais ecoaram um sonoro no. Vrios foram os chs de cadeira que eu, juntamente com o Des. Nildo Nery e o saudoso Maestro Cussy de Almeida, tivemos que suportar para, em seguida, surgir um secretrio a dizer que a pessoa com quem desejvamos falar no estava ou no podia nos receber.

Definitivamente, podemos dizer: A vida de flores e de espinhos tambm; no entanto, vale pena pagar pelas convices e penar pelos ideais.

O primeiro presidente americano do sculo passado, Theodore Roosevelt, em citao lapidar, lecionou que:
" bem melhor lutar em busca do triunfo, mesmo expondo-se ao insucesso, de que formar fila com os pobres de esprito, pois nem gozam muito, nem sofrem muito, apenas vivem numa penumbra cinzenta, sem saber o que derrota ou vitria".

Inspirados por esta lio de vida e guiados pela mo de Deus, sempre procuramos nos manter firmes, mesmo nas fortes tempestades. A todo momento, procuramos ser mais resistentes do que os obstculos que se apresentavam nossa frente. A despeito de nunca termos perdido a vontade de lutar, impe-se que se diga, no em tom de desabafo, mas guisa de informao, que, em dois momentos distintos da existncia deste projeto, chegamos a marcar data para o seu fim, ante a absoluta falta de recursos financeiros. Caso tivssemos findado, o sentimento, por certo, experimentado por cada um destes jovens, bem como por todos ns que emprestamos a esta causa mais do que nossos coraes, nossas prprias almas, seria o de um verdadeiro apocalipse.

Mas a providncia superior que fez nascer esta obra no a deixaria perecer. Tal qual um paciente que est com o oxignio no fim, imaginando o porvir, vimos, como uma miragem no deserto, num primeiro momento, surgir a mo salvfica da Chesf e, no momento seguinte de angstia, a mo milagrosa da Celpe. Estabeleceu-se, assim, nesses dois momentos de aflio, uma rede de transmisso condutora da energia financeira necessria manuteno desta rede social. Passados os perodos sombrios, a luz foi-se fazendo presente.

Minhas senhoras e meus senhores, a aniversariante nasceu com metas bem claras e definidas, colocada a meritocracia como ponto basilar do trabalho. O objetivo nmero um, como no poderia deixar de ser, a formao do carter destes jovens, por meio da insero de nobres valores, como trabalho, honra, coragem, idealismo e f. A ns no nos interessa a formao de msicos virtuosos e de cidados de moral reprovvel.

O j citado presidente americano, com a percucincia dos sbios, pontificou que: "O vigor fsico bom, o vigor intelectual, melhor ainda, mas, muito acima de ambos, est o vigor do carter".

Basta de canalhice. A sociedade clama por tica!.

Para alcanar os objetivos traados e cumprir suas metas, o projeto gerido nos moldes da iniciativa privada, disponibilizando, a cada um de seus alunos, cinco horas de aula de msica de segunda a sbado, trs refeies dirias, apoio psicolgico, mdico e odontolgico, fardamento, aulas de informtica, alm de cursos de lnguas (ingls e espanhol), tudo isso em um ambiente que, naturalmente, j evoca disciplina e hierarquia valores indispensveis aprendizagem musical o 7o DSUP ou Quartel do Cabanga.

A felicidade deste momento se expressa, sobretudo, pelo fato de termos, realmente, razes para estarmos em festa. Quantas pessoas fsicas ou instituies passam por suas datas natalcias sem ter qualquer motivo para comemorar? Diferentemente, com a alma e o corao sorrindo, todos ns, dirigentes, alunos, professores, funcionrios, patrocinadores e apoiadores de um modo geral, temos certeza de que a semente de um sonho, outrora plantada, transmudou-se na rvore da esperana, que j produz os frutos idealizados. Por isso, o projeto pode ser definido como um ideal em ao.

No ocioso pensar que este entendimento esteja em plena sintonia com o que preconiza a Lei n 11.769, de 18 de agosto de 2008, sancionada pelo Presidente Lula, que dispe sobre a obrigatoriedade do ensino da msica na educao bsica nveis fundamental e mdio, em todo pas.

Feliz coincidncia: seis meses antes da referida sano, o Presidente Lula conheceu a Orquestra Criana Cidad no Palcio do Planalto.

Neste momento, cumpre-nos que nos dirijamos ao nosso homenageado especial, o nosso sempre Presidente Lula, predestinado que sempre se mostrou mais forte do que o destino.

Ainda Criana, juntamente com seus irmos e a saudosa matriarca, para no sucumbirem de fome e de sede, tiveram que deixar a pequena Caets, num pau de arara, na agonia das lentas retiradas, nos secos caminhos banhados de sol. Aquele cenrio revela bravura, destemor, capitaneado por uma mulher de fibra que no se rendeu aos reveses da vida - Dona Lindu. Este cenrio tambm ostenta bravos, destemidos e talentosos garotos do Coque.

Portanto, Presidente Lula, esta homenagem, por todas essas coincidncias de luta, de superao de obstculos, guardadas as devidas propores, entre sua histria e a desses garotos, tinha que acontecer neste Palco e neste Parque, com nome de uma mulher honrada e guerreira, como tantas deste Brasil Parque Dona Lindu.

Caro Presidente Lula, sua histria mostra-se, assim, repleta de superao, desde a mais tenra infncia, tal qual a destes garotos que, igualmente, nascidos em bero humilde, esto fazendo da oportunidade recebida a fora transformadora de suas vidas. Acreditamos e, por isso, professamos este credo de que s a oportunidade transforma, enquanto a esmola degrada, humilha, amesquinha e vicia o cidado, no dizer do grande Mestre Luiz Gonzaga. Destarte, inquestionvel que oportunidade a palavra mgica, a pedra angular para a juventude hipossuficiente de qualquer nao.

Foi, por certo, a oportunidade ofertada pelo Senai, daquele curso de torneiro mecnico, que lhe acrescentou relevo ao carter, sem contar a autoestima que muito deve ter se elevado em sua pessoa. Igualmente, a oportunidade conferida a estes jovens msicos e musicistas, com o apoio de muitos dos que aqui se encontram, est a encher-lhes de dignidade, que no pode ser entendida apenas como respeito formal a cada um e ao seu patrimnio. Dignidade tambm e na mesma intensidade a oportunidade para que todos possam ter reduzidas as desigualdades entre si, dentro da aspirao maior de uma verdadeira Justia Social.

Caro Presidente Lula, nada acontece por acaso; por isso, supomos fortemente que, naquele primeiro encontro, no ano de 2008, no Palcio do Planalto, aps ouvir um repertrio de quatro msicas desta Orquestra, emocionado, olhou o senhor pelo retrovisor de sua vida e, mergulhando nas brumas do tempo, viu-se na criana pobre de Daniel, de Isaias, de Inaldo ou de Luiz Douglas, o que desencadeou, de pronto, seu carinho, sua dedicao, sua vontade de contribuir com esta causa cidad.

Ali comeava um caso de amor entre um Presidente da Repblica e um grupo de garotos pobres e talentosos da Comunidade do Coque, nesta cidade do Recife-PE.

Dois fatos pitorescos aconteceram naquela apresentao em Braslia, que so: 1o quando seu amigo Daniel, que nunca havia dormido numa cama, insistiu em faz-lo no alojamento do Hotel de Trnsito do Exrcito, onde o grupo estava hospedado, e se deu mal, vindo a cair no princpio da madrugada. Ao ser colocado novamente na cama, no tardou, nova queda. A no teve outro jeito, que no o de coloc-lo em um bero, onde acordou tranquilo e sereno.

O outro fato aconteceu com Jssica, tambm aqui presente. No dia anterior ao da apresentao no Palcio do Planalto, a Orquestra fez concerto na Secom, levada pela Chesf e, em seguida ao concerto, fez visita guiada ao Palcio Presidencial. Em face da expectativa da exibio no dia seguinte para o Presidente Lula, Jssica veio a adoecer quando fazia a visita, e, ao ser socorrida pelos mdicos do Planalto, falava que queria ficar boa para tocar para o Presidente Lula, o que veio a ocorrer. Eu contei-lhe este fato no dia seguinte, e o senhor perguntou-me quem era Jssica e, ao ser informado, foi at ela e deu-lhe um beijo carinhoso.

Estimado Presidente Lula, foram vrios os momentos nos quais pudemos constatar sua amabilidade para com o nosso projeto, devendo ser citados o pedido feito ao apresentador Fausto Silva, para que a Orquestra se exibisse no Programa do Fausto, o que veio a ocorrer, fazendo daquela apresentao um divisor de guas no projeto; ou nas vrias vezes em que solicitou que a Orquestra tocasse nesta cidade para o senhor e sua comitiva; ou, ainda, quando enviou avio presidencial para levar 80 integrantes do projeto a Salvador e, desta cidade, para a Costa do Saupe, onde a Orquestra Criana Cidad fez a abertura do Encontro de Cpula do Mercosul, Amrica Latina e Caribe, sendo aplaudida de p por 33 Chefes de Estado e de Governo, que se achavam presentes quele conclave.

Por ltimo, a to sonhada doao do terreno, em rea estratgica para o projeto, no qual temos a firme esperana de que sero edificados a Sala de Concertos Presidente Lula e a Escola de Msica Maestro Cussy de Almeida. Todos estes gestos, meu caro Presidente Lula, foram recolhidos e guardados em nossos coraes, transformando-o em credor de todo nosso reconhecimento. Portanto, saiba que esta homenagem que lhe prestada nesta noite nada mais representa do que um imperativo de justia, um atributo de gratido.

Nenhuma pessoa fsica ou jurdica alcana determinados espaos na vida, em forma de conquista, sem que no tenha agradecimentos a fazer e gratides a cultivar. Em nosso trabalho, esta regra faz-se presente; por isso, principio os agradecimentos do projeto pelas trs instituies que, com seus gestos admirveis, fizeram nascer a Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Coque.

O Exrcito Brasileiro, que, ao edificar, no solo do 7o Depsito de Suprimentos, a Escola de Msica, onde os ensinamentos so transmitidos, fez verdadeiro o lema: "brao forte, mo amiga". Esta mo gentil de cor verde-oliva est diariamente estendida a todos ns que frequentamos sua Guarnio Federal, situada no Cabanga. Cumpre-nos dizer: Se no estivesse o projeto situado em local to organizado e seguro, certamente no estaria no nvel que se encontra. Chesf, maior aportadora de recursos da Orquestra. Esta companhia no somente orgulha a todos ns nordestinos por gerar a energia que alumia nossos lares, mas, igualmente, pela gerao da energia financeira clareadora da vida de tantos desvalidos que se acham na escurido. E CNI Confederao Nacional da Indstria rgo de cpula da indstria brasileira , que a primeira a dar o exemplo e proclamar que, sem responsabilidade social, no h crescimento sustentvel. Nossa gratido se expressa, tambm, pela reiterada confiana materializada no convnio ora assinado.

Por dever de justia, expressamos, igualmente, nossos mais efusivos agradecimentos ao "Banco que acredita nas pessoas" - A Caixa Econmica Federal, pelo apoio mensal, conseguido graas interveno direta do Presidente Lula junto Dra. Maria Fernanda Coelho, ex-presidenta da instituio. Apoiar esta causa prova inequvoca de que, verdadeiramente, a Caixa acredita nas pessoas.

Nosso igual reconhecimento, em forma de gratido, Prefeitura da Cidade do Recife que, por meio da Fundao de Cultura, disponibilizou este espao e muito colaborou em sua organizao.

Tambm muito grato somos a todos os meios de comunicao, quer escrito, falado ou televisivo, pelo apoio incondicional ao projeto.

A Orquestra rende graas pelos gestos benemritos de amor ao prximo que lhe so tambm dispensados pelo:

- Tribunal de Justia de Pernambuco;
- Receita Federal;
- Governo do Estado;
- Construtora Odebrecht;
- Rotary Club Internacional;
- Construtora Queiroz Galvo;
- Rapido Cometa;
- Shineray Motors;
- Baker Tilly Brasil;
- gua Mineral Santa Joana;
- Ponto de Promoo; e
- Unimed Recife.

Das pessoas jurdicas para as fsicas, lanamos nosso olhar de gratido nesta hora, em favor de quem no podemos ver, mas podemos senti-lo em esprito o maestro Cussy de Almeida , to longe pela viagem, mas to perto pelo exemplo de superao e dedicao na construo desta obra. Tambm visualizamos o desembargador Nildo Nery dos Santos, exemplo de dignidade de pessoa humana e, a ele, dizemos todos que sua luz tem sido um referencial e forte fonte de inspirao para as nossas pelejas dirias em prol dos mais necessitados. Por ltimo, peo vnia, para olharmos com ternura e ao mesmo tempo com reconhecimento para minha esposa Myrna Targino , que no mede esforos para fazer desta Orquestra um projeto melhor a cada dia. Saiba que sua retido de carter, aliada ao seu amor a este trabalho, faz com que tambm, por questo de justia, lhe externemos nossa gratido.

Ao maestro Lanfranco Marcelletti, aos professores e todo corpo laborativo do projeto, o muito obrigado de todos e de cada um dos jovens msicos e musicistas, com a certeza de que s sero dignos das conquistas experimentadas enquanto tiverem um recanto no corao para reconhecer que lhes devem muito.

Falamos do passado do projeto, dos seus dias contemporneos e, agora, miramos o futuro e, nessa viso do porvir, surge, no como cenrio de fico, mas, queira Deus, de realidade prxima, a edificao da Sala de Concertos Presidente Lula e da Escola de Msica Maestro Cussy de Almeida, onde o talento vai fazer e acontecer. Estes equipamentos de forte expresso cultural reforaro, sobremaneira, a infraestrutura do projeto, dando-lhe robustez e, por conseguinte, proporcionando oportunidades para que novos meninos e meninas do Coque possam revelar suas aptides musicais. Falamos destes sonhos porque, recusando a fico, no nos separamos jamais da esperana, que tem revestido nossos ideais e nos armado de coragem para os embates da vida.

Que Deus, Pai desta causa, com sua infinita bondade, toque os coraes benemritos, trazendo ao projeto as pessoas certas para a edificao desses prdios que, mais do que ferro e concreto, estaro fincados em pilares de amor.

E que no dia a dia dessa obra, o Arquiteto do Universo cumule, a todos ns, as bnos de luz para nunca fraquejarmos nessa misso de amor ao prximo.

Muito obrigado.


Um presidente feliz

Josu de Oliveira Lima - gibiaquatico@hotmail.com

A apresentao da Orquestra Criana Cidad, no ltimo dia 21 de julho, no teatro Luiz Mendona do Parque Dona Lindu, no Recife, tornou o desembargador Nildo Nery dos Santos um presidente feliz. Ele o fundador desse movimento de socializao dos Meninos do Coque, bairro da cidade do Recife, que era conhecido como local excludo da sociedade.

Nildo Nery, com apoio do juiz Joo Targino, no deve ser considerado apenas um sonhador e sim o mago que transformou em realidade a vida de famlias carentes e sem perspectiva de um amanh. A msica a lei moral que disciplina a harmonia dos tons. Ancorado na hermenutica do axioma desse pensamento de Plato, o professor Nildo Nery, homem justo e profundo conhecedor dos sentimentos da sociedade humana, no hesitou em mobilizar os recursos disposio dos seus princpios.

Ele expandiu sua vontade de transformar as crianas de sua gente em diamantes preciosos, antes do azinhavre dos vcios sociais convert-las em instrumento do mal, cujo objetivo a supresso dos direitos, como a marginalizao e vcios e, consequentemente, a priso.

Ao completar cinco anos de existncia, a Orquestra Criana Cidad ofereceu, sociedade pernambucana, um concerto de nvel para convidados especiais. O objetivo do concerto foi homenagear o ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva, estadista pernambucano, que compreendeu o valor do trabalho do professor Nildo Nery, juntamente com o maestro Cussy de Almeida, o juiz Joo Targino e os colaboradores de retaguarda. A apresentao tambm homenageou os empresrios das construtoras Odebrecht e Queiroz Galvo e os demais que acreditaram nesse difcil e quase impossvel projeto, dando irrestrito apoio.

Os dirigentes no esqueceram a corporao do exrcito (Dsup), na pessoa do valoroso e humanista comandante-chefe, Coronel Navarenho; e o Diario de Pernambuco, que tambm, desde o incio, tem dado ampla cobertura a esse arrojado desafio, dirigido pelo seu presidente Joezil Barros.

Na ocasio, foi oferecido um trofu ao ex-presidente, e, em seu discurso, o professor Nildo Nery afirmou que a apresentao, naquele momento, registrava tambm uma homenagem que a Orquestra e a sociedade prestavam ao conterrneo Luiz Incio Lula da Silva, atravs do monumento edificado no Parque que tem o nome da sua genitora, Eurdice Ferreira de Melo, Dona Lindu.

Sem conter a emoo e as lgrimas, o ex-presidente afirmou que aceitava a homenagem, mas a dividia com aquelas crianas, porque elas so as heronas e exemplo para o Brasil no de um pas do futuro, mas uma nao venturosa, que est mostrando o seu paradigma emergente de humanidade, paz, cultura, formao de bom carter, prosperidade, bem estar e sociabilidade.

No existe repouso para o guerreiro Nildo Nery

Graa Salsa gracasalsa@gmail.com

Muito j se falou acerca da Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Coque. Hoje, cinco anos aps sua inaugurao, continua provocando comoo onde se apresenta. No ltimo concerto, no Parque Dona Lindu, a grande emoo ficou por conta do pronunciamento de um general, comandante da revoluo social, lotado no Quartel da Boa Msica, o grande arauto da filantropia: desembargador Nildo Nery.

Sua presena no palco, aparentemente frgil s aparentemente , capaz de remover montanhas, agigantou-se e roubou a cena. Estavam todos diante de um militante da solidariedade, um oficial da linha de frente, nessa luta iniciada em 2000. Sua pessoa importantssima para o comando da guerra contra todos os preconceitos sociais. Um verdadeiro militar que, tenho certeza, nunca fugir do combate, pedindo transferncia para a reserva. tambm um ministro nomeado para exercer esse ministrio, destinado somente aos chamados a desempenh-lo.

Os muitos excludos e os poucos favorecidos continuam nutrindo esperanas na sua pessoa , suspirando proteo na concretizao de suas existncias. Eles ainda carecem de muitos consertos em suas vidas para que possam emocionar platias do mundo inteiro em CONCERTOS musicais grandiosos.

Desembargador, nunca cogite a ideia de aposentar o esprito forte e aguerrido dessa obra. Sua alma a prpria alma da Orquestra, abenoada por Deus a cada minuto, porque desprovida de vaidade e feita de grandeza. Seu temperamento no conhece fadiga, no precisa de repouso e jamais se acostumar inrcia. Suas virtudes sero sempre reverenciadas com o notvel saber, aliadas ao senso de justia totalmente voltado para os menos afortunados, com a sensibilidade sempre direcionada para o social.

Uma criatura plural. Singular sou eu, tu. Ele, Nildo Nery, est sempre na terceira pessoa do plural. Dependendo da necessidade, pode transformar-se em combatente incansvel em defesas das injustias sociais, um D. Quixote acreditando e fazendo que se acredite em sonhos, ou mesmo desempenhando o papel de pai amigo e fomentador de lutas com certeza de vitria, sempre se multiplicando em favor do prximo.

Esse o desembargador que aprendi a conhecer de perto, estimando e admirando infinitamente. Portanto, mesmo correndo um enorme risco de ferir a sua modstia, no poderia silenciar depois de tudo que presenciei nos cinco anos como pequenssima colaboradora dessa Orquestra. Perdoe-me, desembargador, pela ousadia de tentar escrever um pouco sobre a sua pessoa totalmente desprovida das vaidades mundanas. S posso agradecer a Deus o privilgio e a honra de conviver com esse ser to especial chamado NILDO NERY DOS SANTOS, um patrimnio da nossa justia e da promoo humana.

PRXIMOS CONCERTOS

19/07/2017

Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Ipojuca na Caixa Cultural Recife

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

/criancacidada

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.