POR

/

ENG

Revistas

5 de Maro - Dia nacional da msica clssica

Oficializao da data vem para valorizar o estilo no Pas

Em 1963 e 2000, foram oficializados os Dias do Samba e do Choro no Brasil, espectivamente. Por que, ento, no criar uma data para celebrar a msica clssica? Esse pensamento impulsionou o movimento que culminou com a institucionalizao do Dia Nacional da Msica Clssica em 2009. A data de nascimento do maestro e compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos 5 de maro foi a escolhida, atravs
de enquete, para comemorar e homenagear os clssicos.

A iniciativa surgiu do portal VivaMsica! e de Helosa Fischer, fundadora da empresa de mesmo nome, juntamente com Luiz Alfredo Morais, scio. Tudo comeou em 2005, quando foi lanada, atravs do Anurio VivaMsica!, uma consulta nacional a respeito da melhor data para a comemorao. A escolha ficaria entre as datas de aniversrio de trs compositores brasileiros: Villa-Lobos (5 de maro), Carlos Gomes (11 de julho) e Jos Maurcio Nunes Garcia (22 de setembro); e as respostas foram enviadas por
e-mails, cartas e telefonemas produo da pesquisa. Em janeiro de 2006, o resultado foi divulgado: Villa-Lobos havia ganho a disputa.

Alguns dias depois, o prefeito do Rio de Janeiro na poca, Csar Maia, decretou a data oficial no municpio. Houve uma ampla programao organizada pela prefeitura e tambm pelos realizadores de concerto da cidade, diz Helosa. No mesmo ano, Antnio Grassi, o ento presidente da Fundao Nacional de Artes (Funarte), foi procurado para oficializar a data em mbito federal e deu incio ao processo que seria finalizado trs anos depois. Em 2007, Srgio Cabral, governador do Rio de Janeiro, sancionou o projeto de lei que institucionalizava o Dia da Msica Clssica no estado. Depois disso, outros municpios foram aderindo ideia, e, em 2009, Lula assinou o decreto que oficializava o Dia Nacional da Msica Clssica no Brasil.

Como em 2011 o 5 de maro caiu no sbado de Carnaval, um bloco foi criado para celebrar e unir os ritmos carnavalescos e a msica clssica. Eis que surgiu o Feitio do Villa, uma das novidades mais animadas e criativas do Carnaval carioca. Em 2012, o bloco no saiu s ruas nos dias da folia.

As expectativas com relao valorizao da msica clssica no Brasil a partir da oficializao do Dia Nacional da Msica Clssica foram as mais diversas na poca. Da realizao de megaconcertos pblicos criao de programas municipais, estaduais e nacionais de fomento msica clssica, passando pela maior divulgao nos meios de comunicao, esperavam-se novidades positivas.

Ns que trabalhamos com isso o ano inteiro s vezes no percebemos o quanto os clssicos esto distantes da populao em geral e como o grande pblico ignora o circuito de eventos da msica clssica da sua cidade. Quando existe um dia certo para celebrar uma data, mais fcil chamar a ateno da mdia para aquela atividade. A data possibilita que artistas e produtores apaream para o grande pblico em uma poca do ano em que as temporadas esto comeando. Ou seja, o pblico que se interessar tem um ano inteiro de programao pela frente para conhecer, comenta Helosa Fischer.

As boas intenes da iniciativa, no entanto, ainda no deram grandes resultados. A comemorao da data pelo Brasil afora feita basicamente na forma de concertos gratuitos, muitas vezes dentro da grade de programao dos espaos culturais, grupos e orquestras. No Recife, por exemplo, no h nenhum evento comemorativo especial.

Janayna Mendes, coordenadora pedaggica do projeto Orquestra Criana Cidad, e Aline Lima, professora, disseram nunca ter ouvido falar sobre o assunto na capital pernambucana.

Isaas Tavares, 19 anos, aluno do projeto e mais um recifense que nunca ouviu falar do Dia Nacional da Msica Clssica, mas disse que uma boa opo para comemorar a data, na cidade, seria a realizao de grandes concertos, com nomes importantes da msica clssica mundial tocando ao lado de orquestras crescentes e em formao, como a nossa.

O estudante voltou h cerca de um ms da ustria, onde morou por um ano em programa de intercmbio proporcionado pela Orquestra, e comentou que a relao dos austracos com a msica clssica bem diferente. A ustria o bero de grandes nomes da msica clssica, como Beethoven e Schubert. Provavelmente, a influncia cultural responsvel pela maior valorizao desse tipo de msica por l, comenta.

PRXIMOS CONCERTOS

27/04/2017

Concerto didtico com o Quarteto Groovy

02/05/2017

Ncleo Popular da OCC

03/06/2017

2 Concerto Oficial da Temporada 2017

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

/criancacidada

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.