POR

/

ENG

Revistas

O segundo Mozart da msica

Polons nascido no ducado de Varsvia em 1810, Frdric Franois Chopin (nome em francs) considerado um prodgio, pois j era autor de duas polonesas dana relativamente lenta originada na Polnia aos sete anos de idade. Aos oito, se apresentou em pblico pela primeira vez como pianista
e ganhou a reputao de segundo Mozart, que tambm revelou seu agudo talento musical durante a infncia.

Chopin teve as primeiras aulas de piano em casa, com sua irm mais velha, Ludwika. Aos seis, passou a ter aula com Wojciech Zywny pianista e violinista polons. No outono de 1826, o gnio precoce comeou a estudar teoria musical, baixo cifrado e composio musical com o compositor Jzef Elsner, do Conservatrio de Varsvia, que era afiliado Universidade de Varsvia (por isso, Chopin mencionado entre os ex-alunos notveis da universidade).

At sua estreia, havia muitas crianas-prodgio intrpretes. Algumas se arriscavam na composio, mas nenhuma foi to original e completa como Chopin. Nesse sentido, ele foi genial, por dominar o idioma da composio e por ser um grande intrprete, comenta Srgio Barza, professor do Conservatrio Pernambucano de Msica h 13 anos e regente da Orquestra Sinfnica Jovem do Conservatrio.

Chopin foi, sem dvida, o primeiro compositor a se dedicar inteiramente ao piano, de acordo com Elyanna Caldas, grande pianista pernambucana, fundadora do curso de Msica da UFPE e ex-diretora do Conservatrio Pernambucano de Msica (19871991/19951999). Muito pouco escreveu para outros instrumentos ou
orquestra. O piano foi o seu confidente, e ele explorou a tcnica instrumental ao mximo, completa.

Em agosto de 1829, aps sair do conservatrio, Chopin fez uma brilhante estreia e conquistou o pblico de Viena, atual capital da ustria. Preparado para alar voos mais altos, o msico deixou Varsvia no final de 1830, aos 20 anos, para fazer concertos na Europa Ocidental. Um ano depois, mudou-se para a Frana levando consigo um portflio de importantes composies. Nessa poca, j conhecia e era admirado por muitos artistas, como Robert Schumann, Franz Liszt e Felix Mendelssohn.

Os seis anos que viveu entre a inspiradora classe artstica de Paris so considerados os de maior riqueza produtiva na carreira de Chopin. Ele publicou, em 1833, cinco Mazurcas dana tradicional de origem polaca , o Trio para piano, violino e violoncelo, trs
Noturnos, os doze grandes estudos dedicados a Liszt e o Concerto em Mi menor. Em 1834, publicou a grande Fantasia sobre rias polonesas, o Krakowiak para o piano e orquestras, trs outros Noturnos e o Rond em Mi bemol maior.

O primeiro amor da vida do polons foi Maria Wodzinska, uma garota de 17 anos. Em 1836, ele tinha, ento, 26 anos e, embora j tivesse bastante reconhecimento profissional e social, no era aprovado pela famlia da menina. Em 1837, o noivado com Maria Wodzinska foi desfeito e ele se envolveu e casou com Amandine- Aurore-Lucile Dupin, mais conhecida pelo pseudnimo George Sand. Sand era escritora e viveu com Chopin por dez anos (18371847).

MSICA

O forte senso rtmico das msicas de Chopin produz uma sonoridade particularmente delicada na melodia e
na harmonia, que so sustentadas por slidas tcnicas harmnicas. A ampliao dos recursos harmnicos no
Romantismo se deveu em grande parte ao trabalho de Chopin, diz Barza. Ele aprofundou o novo gnero de salo do noturno, inventado pelo compositor irlands John Field, alm de manter formas de dana popular, como a mazurca polonesa, a valsa e a valsa vienense, com uma maior variedade de melodia e expresso. Chopin foi tambm o primeiro a escrever baladas e
scherzi como peas individuais.

Suas msicas mais famosas pertencem, no por acaso, ao perodo parisiense de sua vida. Alguns exemplos das composies mais conhecidas e ouvidas de Chopin so: Noturno op. 9 n2, a Valsa op. 81 n1 - Grande Valsa Brilhante, o Impromptu op. 66 - Fantasie-Improptu, o Estudo op. 10 n12 - Revolucionrio, escrito no calor da revoluo polonesa, o Tristesse op. 10 n1, o Preldio op. 28 n15, da Gota dgua, a Poloneise op. 93 e Mazurka op. op. 7 n1. Uma curiosidade que o
prprio Chopin nunca nomeou uma obra instrumental; os nomes pelos quais se conhece muitas de suas peas foram inventados por outros.

De acordo com Caldas, a execuo das peas de Chopin exige muito domnio virtuosstico e musical. Creio que somente pianistas com uma grande vivncia musical podem e devem abordar a obra chopiniana. um erro fazer jovens alunos sem a devida maturidade tcnica e musical se aventurarem no universo sonoro de Chopin, comenta.

Chopin foi educado na tradio de Beethoven, Haydn, Clementini e Mozart. A pureza clssica relativa e a discrio em sua msica, com pouco exibicionismo, em parte reflete sua reverncia por Bach e Mozart. A obra de Chopin influenciou e influencia at hoje muitos outros msicos e compositores. Entre outros, Robert Schumann foi um grande admirador da msica de Chopin, e utilizou suas melodias. Franz Liszt foi outro admirador e amigo do compositor, e transcreveu para o piano seis canes polonesas dele.

De acordo com Srgio Barza, as maiores contribuies da obra de Chopin para a msica clssica so a ampliao do vocabulrio harmnico, inovaes tcnicas na escrita para piano, originalidade meldica e domnio da forma.

MORTE

Frderic Chopin apresentava sinais de problemas pulmonares desde a infncia. Os distrbios s se agravaram ao longo da curta vida e culminaram com sua morte em 1849, aos 39 anos, na Frana. Por medo de ser enterrado vivo, pediu, ainda em vida, que seu corao fosse retirado aps sua morte.
Havia pedido tambm que Rquiem, de Mozart, fosse tocada em seu funeral. Assim foi feito. E como uma ltima homenagem a sua terra natal, alguns amigos poloneses levaram um jarro com areia de l para espalhar em volta do tmulo, localizado no cemitrio Pre Lachaise, Paris.

PRXIMOS CONCERTOS

19/07/2017

Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Ipojuca na Caixa Cultural Recife

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

/criancacidada

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.