POR

/

ENG

Revistas

Disciplina para transformar vidas

Cussy de Almeida nasceu em Natal, no Estado do Rio Grande do Norte, em 10 de maro de 1936. Comeou a estudar msica e violino aos cinco anos no Instituto de Msica do Rio Grande do Norte, que era dirigido por seu pai, Waldemar de Almeida, conhecido e exigente compositor e professor de piano. Aos seis anos, j apresentando aguado talento musical, realizou seu primeiro recital, no Teatro Carlos Gomes, na capital potiguar. O dom s se desenvolveu nos anos seguintes de forma que, quando Cussy estava com 11 anos, a famlia se mudou para Pernambuco.

Chegando ao Recife, passou a estudar violino com Vicente Fittipaldi, que o ajudou a entrar, com apenas 14 anos, na Orquestra Sinfnica do Recife, a mais antiga do Brasil. Em 1957, Cussy ganhou o primeiro prmio no concurso para jovens solistas da Prefeitura Municipal do Recife e viajou para a Europa no ano seguinte, aos 22 anos, estabelecendo-se em Paris. Naquele ano, estudou com Ren Benedetti, do Conservatrio Superior de Msica, em Genebra (Sua), e conviveu com Heitor Villa-Lobos, que o chamava um violino de esperana.

Aps exames de admisso, em 1959, o msico natalense conquistou uma bolsa de estudos integral no Conservatrio Superior de Msica. Terminados os quatro anos do curso, Cussy recebeu o diploma de violinista profissional e o prmio Albert Lulin entregue ao aluno que mais se destaca pelos seus dotes artsticos e capacidade de trabalho. Dois anos mais tarde, recebeu o prmio Alta Virtuosidade, da mesma instituio.

Foi spalla o violinista que lidera uma orquestra e solista da Orchestre des Jeunesses Musicales Suisse durante quatro anos e tambm violinista da Orchestre de la Suisse Romande, poca dirigida por Ernest Ansermet. Participou dos festivais de Montreux, Viena, Baalbeck (Lbano), Atenas e Berlim, e, em 1964, antes de voltar para o Brasil, foi finalista do Concurso Internacional de Msica da Cmara de Munique, na Alemanha, ao lado da pianista pernambucana Josefina Aguiar.

Em 1965, Cussy de Almeida retornou ao Brasil e foi professor das Universidades Federais da Paraba e do Rio Grande do Norte, e professor convidado da Universidade Federal de Pernambuco. Trabalhou tambm como diretor do Conservatrio Pernambucano de Msica por quase 16 anos e criou, em 1970, a Orquestra Armorial de Cmara, com a qual realizou mais de 600 concertos pelo Pas e gravou quatro discos. Estes lhe permitiram vencer o Prmio Villa-Lobos da Associao dos Produtores Fonogrficos duas vezes. Criou, ainda, a Orquestra de Cordas Dedilhadas, a primeira no Brasil formada com instrumentos populares: violes, violas sertanejas de 12 cordas, bandolins e cavaquinho.

No tempo em que foi diretor do Conservatrio Pernambucano pela segunda vez, ele fundou a Orquestra Suzuki do Alto do Cu, um projeto social que visava ensinar msica clssica a 60 crianas para que pudessem ingressar no Conservatrio. Em 1995, o Alto do Cu deixou de ter sua Orquestra, mas o desejo de transformar a realidade e trabalhar em prol da incluso social no havia desparecido.

Cussy de Almeida era tambm dono do primeiro violino Stradivarius do Brasil, e, com ele, foi solista das melhores orquestras sinfnicas brasileiras e fez recitais de msica de cmara na Amrica Central, nos Estados Unidos e na China. Alm disso, ele comps vrias obras criadas a partir de pesquisas na msica brasileira, com a parceria de Clvis Pereira, Jarbas Maciel, Guerra Peixe e Capiba. Algumas das canes de sua autoria so: Cip Branco de Macaparana, Kyrie, Aboi, Cirandncia, Nordestinados, Glria e Ave Maria.

Iniciados os anos 2000, o maestro criou o Grupo Orange (2003), que misturava instrumentos clssicos eruditos como violino, violoncelo, viola e flauta e instrumentos populares como rabeca, viola de dez e de 12 cordas, pfano, zabumba, berimbau, violo e bandolim. Em 2006, a convite do juiz de Direito Joo Targino e do desembargador Nildo Nery, foi o maestro fundador da Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Coque, projeto social que visa incluso social e profissionalizao de jovens que vivem em um dos bairros mais violentos do Recife, o Coque, atravs da msica.

Cussy casou-se duas vezes. No primeiro casamento, teve quatro filhos; no segundo, uma filha.

NA ORQUESTRA
Toda iniciativa realizada em prol de transformaes sociais requer o trabalho e a dedicao de pessoas competentes e dispostas. Quando a ideia de criar um programa de incluso social e profissionalizao de crianas e adolescentes atravs da msica clssica surgiu mente de Joo Targino, fundador e coordenador da Orquestra Criana Cidad (OCC), ele sabia que precisaria recrutar profissionais excelentes em suas reas e com bastante fora de vontade para encarar um projeto desafiador.

A OCC nasceu nos idos de 2005 na imaginao de Targino e, com ela, a necessidade de encontrar um maestro que fosse referncia na msica clssica. Quem pensa grande, quem quer as melhores condies de alcanar objetivos busca aquilo que melhor. E isso que eu fao sempre. Eu no conhecia Cussy (de Almeida) pessoalmente, mas j tinha ouvido muito sobre ele, que era, sem dvida, um dos maiores violinistas brasileiros, comenta o coordenador da Orquestra. Aps alguns encontros, ligaes e observaes, Cussy de Almeida aceitou o convite para ser o maestro responsvel pela OCC e seu coordenador musical.

Conhecido pela forte personalidade, Cussy no apenas valorizava, mas exigia disciplina dos aprendizes. Ele dizia que na msica, como nas foras militares, disciplina e hierarquia so essenciais. Por sua formao musical europeia e seu renome internacional no meio, impunha respeito queles que o cercavam.

Aline Lima, professora de viola da Orquestra Criana Cidad, conheceu Cussy de Almeida no Conservatrio Pernambucano de Msica em 1989 e trabalhou com ele na segunda vez em que o maestro foi coordenador da instituio a primeira vez foi de 1967 a 1979, e a segunda, de 1991 a 1994. O mais impressionante na minha trajetria de convivncia com Cussy foi perceber o quanto ele mudou de personalidade com os meninos da Orquestra. Porque no lhe faltava dinheiro ou nome, ele no precisava estar aqui e ajudar ningum, mas sabia que era importante que algo fosse feito por esses jovens. E se, no comeo, era bastante seco, deixou-se amolecer um pouco pelos meninos e meninas do Coque, diz Aline.

Ela afirma tambm que aprendeu a valorizar a profisso com Cussy de Almeida. Tem gente que quer ter aula de msica por qualquer trocado e um pedao de bolo, e no assim. A gente estuda a teoria, se dedica na prtica, merecemos ter nosso esforo reconhecido e valorizado. Era o que o maestro dizia sempre, completa.

Alm de violino, o que eu aprendi de mais importante com o maestro Cussy foi o valor do carter. Ele pegava muito no p da gente para que a gente estudasse, o que me ensinou a ser disciplinado, a correr atrs do que quero e a acreditar em mim mesmo, declara Jlio Carlos, 18 anos, que estuda violino na Orquestra desde a sua fundao e era um dos meninos mais prximos do maestro. Eu sempre fui interessado por mim mesmo, mas, no geral, a cobrana dele faz falta aqui no programa porque ele no cobrava somente dos alunos, mas tambm dos professores, e isso fazia toda a diferena, finaliza.

Diogo Vasconcelos, tambm professor da OCC, diz que Cussy no era muito de elogiar. Aos poucos que se conquistava o respeito dele, porque ele exigia dedicao e a busca por ser o (a) melhor, no se contentar com o bom. A concorrncia saudvel , portanto, um fator positivo para todo msico. Era o que pensava Cussy, que passou essa ideia para Diogo, que repassa para seus alunos.

Anglica Freitas foi uma das crianas contempladas no Alto do Cu e hoje professora de violoncelo da Orquestra. Apesar da fama dele de ser duro, ele acreditava muito nos seus alunos, sempre acreditou em mim, no meu potencial, afirma. Era 1994 e Anglica tinha oito anos quando entrou no projeto idealizado pelo maestro. L, no tinha contato direto com o msico porque estudava violoncelo, e Cussy, alm de ser especialista em violino, atuava mais como diretor do que propriamente ensinando msica s crianas do projeto. Em 2006, ela foi convidada por ele para compor o quadro de professores da OCC. Eu cheguei aqui um pouco assustada, achando que ele seria muito rgido, porque era o que eu ouvia de quem j havia trabalhado mais prximo a ele, mas sabia que havia um grande msico, educador e amigo por trs de toda a brabeza, completa.

Ainda segundo Anglica, as cobranas e a disciplina de Cussy fizeram a Orquestra Criana Cidad funcionar no comeo. Mesmo reclamando, os meninos gostavam de serem cobrados, porque era uma forma de Cussy dizer que acreditava neles. Quando ele exigia que os meninos executassem uma pea complexa ao final de um ano, por exemplo, todos ns passvamos o dia aqui trabalhando e estudando e, no final, dava certo, relata.

O argentino Gustavo Paco, novo maestro assistente da Orquestra Criana Cidad, conheceu Cussy em 1978, ano em que chegou ao Brasil. Em Joo Pessoa, os msicos se conheciam e trocavam figurinhas. No final daquele ano, Cussy convidou Paco para participar da gravao de um LP (Long Disc, em ingls) com a Orquestra Armorial como flautista junto com Norton Morozowicz primeiro flautista da Orquestra Sinfnica Brasileira na poca.

Depois disso, eles trabalharam juntos vrias vezes. Em 1985, Cussy convidou Paco para a Sinfnica do Recife, da qual este membro at hoje. No Natal de 2004, Paco selecionou uma composio de Cussy para ser executada no repertrio da Orquestra Sinfnica da Paraba. Missa dos 500 Anos foi tocada na Catedral de Joo Pessoa, e o maestro natalense estava l para conferir. No mesmo dia, Cussy dividiu com Paco sua ideia embrionria de criar um projeto de incluso social atravs da msica, da qual surgiria a Orquestra Criana Cidad, em 2006. Ele era muito rigoroso, mas muito legal se voc sabia ser tranquilo e esperto. Tranquilo para ter pacincia com os longos e exaustivos ensaios; esperto para aprender rpido, com bons ouvidos e tcnica apurada. O equilbrio dessas duas coisas era a chave para ter o respeito de Cussy, diz Paco.

CUSSY DIZ ADEUS
Cussy de Almeida fumava muito e desde cedo, diz Joo Targino. Mas dava conselhos a todos, inclusive aos meninos da OCC, para que no fumassem, completa. Alguns meses antes de falecer, as crises pulmonares passaram a ser cada vez mais familiares at que, aps dias de internamento na UTI no Hospital Santa Joana, no Recife, ele, aos 74 anos, faleceu em decorrncia de uma deficincia pulmonar. Era 21h30 do dia 23 de julho de 2010. O Brasil perdia um de seus maiores mestres da msica clssica.

PRXIMOS CONCERTOS

27/04/2017

Concerto didtico com o Quarteto Groovy

02/05/2017

Ncleo Popular da OCC

03/06/2017

2 Concerto Oficial da Temporada 2017

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

/criancacidada

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.