POR

/

ENG

Revistas

O som do universo nordestino

O Movimento Armorial nas artes pernambucanas, com destaque para a msica, a coisa mais importante que j se fez pela cultura brasileira depois da Semana de Arte Moderna de 1922, afirmou o maestro Isaac Karabtchevsky, regente titular da Orquestra Sinfnica Brasileira (Rio de Janeiro) de 1969 a at metade dos anos 1990, ao Diario de Pernambuco em 1973. Ele estava falando de um trabalho de pesquisa, resgate e divulgao da cultura popular do interior nordestino iniciado e executado principalmente em Pernambuco nas dcadas de 1970 e 1980. A valorizao e explorao do movimento como fonte rica de arte, entretanto, ficou restrita a um perodo da histria nacional e/ou a quem o viveu e conheceu de perto. Atualmente, ao contrrio da afamada Semana de Arte Moderna, pouco se l, nos livros de histria, sobre o processo de transformao do substantivo armorial em adjetivo e do que ele significou para a cultura brasileira.

Em junho de 1970, a pedido de Cussy de Almeida, Ariano Suassuna batizou de Armorial a orquestra de cmera que havia sido organizada por Almeida em parceria com o Conservatrio Pernambucano de Msica (CPM) e a Universidade Federal da Paraba. O Movimento Armorial nasceu oficialmente em outubro do mesmo ano, com um concerto da Orquestra Armorial de Cmara do Recife (OAC) na Igreja de So Pedro dos Clrigos. A ideia dos idealizadores do movimento era estudar no apenas a msica, mas todas as manifestaes artsticas do povo, como: cermica, pintura, tapearia, gravura, teatro, escultura, romance, poesia e literatura, principalmente de Cordel, essncia da cultura nordestina, segundo Ariano Suassuna.

O termo armorial, em sua origem, refere-se ao livro de registro dos brases das famlias nobres, que eram representadas por esses smbolos na Idade Mdia e por muitos sculos seguintes. A herldica, cincia que estuda a composio, os esmaltes e os desenhos desses brases, , portanto, tambm o estudo de uma cultura de raiz, tradicional. Nesse sentido, a palavra passou a funcionar como adjetivo e a designar a pesquisa das manifestaes tipicamente nordestinas.

H diversas interpretaes sobre o objetivo do Movimento Armorial. Na verdade, esse objetivo nunca foi resgatar e divulgar a cultura nordestina, mas criar uma arte erudita profundamente enraizada na cultura popular. Cussy de Almeida e a Orquestra Armorial foram a parte mais importante disso tudo porque no apenas tinham compositores ligados ao grupo, como encomendaram muitas obras que ampliaram o repertrio erudito composto sobre inspirao da msica nordestina, explicou Srgio Barza, professor de Histria da Msica do Conservatrio Pernambucano de Msica.

Alm dos instrumentos clssicos de corda, como violino, viola, violoncelo e contrabaixo, os integrantes da Orquestra Armorial procuravam misturar suas influncias europeias com as melodias barrocas do Nordeste, preservadas pelo romanceiro popular, pela viola e rabeca dos cantadores, pelos aboios dos sertanejos e pelo ritmo dos cordis. O desafio era grande, mas o esforo deu certo e a OAC foi reconhecida internacionalmente, chegando a fazer uma temporada de concertos no estado norteamericano da Gergia, alm de visitar cidades de todo o Brasil.

Como se pretendia um grupo de experimentao, a OAC no tinha uma composio rgida. Basicamente, foi uma orquestra de cordas com duas flautas e percusso (na maioria das vezes caixa, bombo ou zabumba e tringulo). Vez por outra, eram usados um cravo, violo e viola caipira. necessrio dizer que a msica armorial era apenas uma parte do repertrio da orquestra de alto nvel formada por ideia de Cussy de Almeida. Havia tambm muita msica erudita, especialmente barroca, porque o Barroco uma constante na arte brasileira, acrescentou Barza.

Quem viveu de perto e chegou a participar da gravao de um dos LPs (long-play) da Orquestra Armorial de Cmara foi Gustavo de Paco, atual maestro-assistente da Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Coque, em 1978. Eu ouvi falar da OAC na poca em que os msicos foram gravar o disco, em 1978. Eu tinha chegado ao Brasil em fevereiro daquele ano, comentou o maestro. Gustavo de Paco argentino, de Buenos Aires.

Norton Morozovitz havia sido escalado para ser o flautista principal naquele projeto, mas, devido a alguns imprevistos, no conseguiu estar presente no primeiro dia (foram cinco) de gravao do LP. Na UFPB, tinha vrios colegas professores de instrumentos de corda. Um deles, meu conterrneo Osvaldo Damore, ligou me convidando para essa gravao, acho que foi por ordem do maestro Cussy. No primeiro dia, estava eu sozinho na flauta, acompanhado de vrios msicos amigos que eu j conhecia de Buenos Aires. Eu era o maia jovem, com 21 anos, contou Paco.

Aprendi muito com aquilo tudo. Havia muitos mestres participando da gravao. Alm do Maestro Cussy, lembro-me de participaes de Duda, Clvis Pereira, Carlos Veiga e de Henrique Gregory. Foi um trabalho em equipe, concluiu o flautista portenho. Guerra Peixe, Jos Tavares de Amorim, Antnio Madureira e Capiba so outros grandes nomes da msica brasileira que fizeram parte do long-play produzido pela Discos Continental.

Onde foi parar tanta riqueza?
Em seu auge, a Orquestra Armorial (de Cmara) viajou o Brasil e at outras cidades fora do Pas, mas quem no do meio artstico-musical dificilmente ouve falar da OAC no Recife hoje, quanto menos quem de outras regies do territrio nacional. O legado do grupo, entretanto, inegvel, de acordo com os especialistas.

A msica dita armorial tem presena forte em autores eruditos e em outros de carter mais popular, ou mesmo pseudoerudito, no s em Pernambuco, comentou Srgio Barza. O Recife o bero de um dos grupos que tm as propostas da OAC de misturar o clssico, o erudito, com o popular. O grupo mais representativo que, de alguma forma, segue os passos histricos do caminho traado pela Orquestra Armorial, , sem dvidas, o Sa Grama. J regi um concerto com eles fazendo o papel de solistas junto a uma Orquestra de Cmara, e aspiro repetir a ideia neste ano com a Orquestra Criana Cidad, disse Gustavo de Paco.

O Sa Grama surgiu em 1995 por iniciativa do professor do Conservatrio Pernambucano de Msica e flautista Srgio Campelo. O grupo formado por instrumentos acsticos que buscam o mximo de efeitos sonoros, numa fuso de sopros, cordas dedilhadas e percusso. Os msicos tambm criaram a trilha sonora da microssrie O Auto da Compadecida, e j lanaram sete CDs, entre eles, 500 Anos O Brasil-Imprio na TV; Tbua de Pirulitos; O auto da Compadecida; Engenhos; e Sa Grama. O ltimo deles, Cho Batido, Palco, Picadeiro, que foi editado pelo selo carioca Biscoito Fino, possibilitou ao grupo concorrer ao Prmio de Msica Brasileira edio 2011, como melhor grupo instrumental.

Ainda em 1999, as obras do grupo ficaram conhecidas nacionalmente a partir de um contrato firmado com uma produtora tambm do Rio de Janeiro responsvel pela distribuio de seus CDs no mercado fonogrfico brasileiro. Neste mesmo ano, a seleo brasileira de nado sincronizado usou uma das msicas do Sa Grama, na coreografia desenvolvida para concorrer aos Jogos Panamericanos de Winnipeg no Canad.

Srgio Campelo afirma que a sonoridade do As Grama feita atravs da mistura da formao erudita com a experincia popular de alguns de seus componentes, que conhecem as temticas folclricas utilizadas pelo grupo. O trabalho mais recente dos msicos O Projeto SaGRAMA e msicos convidados. A iniciativa tem o objetivo de levar diferentes timbres e sonoridades ao palco, reunindo artistas de vrios estilos musicais.

No serto cearense, um grupo tambm traz o carter armorial em suas melodias. A Orquestra Armorial do Cariri tem mais de dez anos de estrada, misturando elementos eruditos como violoncelo e contrabaixo, com rabecas e temticas regionais. O grupo foi idealizado pelo violoncelista, luthier e violista clssico Francisco de Freitas, ou somente Di Freitas, como gosta de ser chamado. O msico incentiva a valorizao da msica nordestina e a insero de caractersticas eruditas nas peas que produz. A Orquestra Armorial do Cariri tambm fabrica seus prprios instrumentos usando a cabaa fruto em forma de pra, que quando seco, possui grande capacidade acstica. A matria prima bastante usada para a confeco de rabecas e berimbaus.

A riqueza cultural do grupo ganhou o mundo no ano de 2012. No incio de maio, o grupo realizou duas apresentaes em Istambul, na Turquia, atravs de uma parceria realizada com a Universidade Tcnica do Oriente Mdio. Apesar de se destacar internacionalmente, os editais de cultura ainda so a fonte de renda para a manuteno da Orquestra Armorial do Cariri, que mesmo com tanta notoriedade, ainda ensaia na casa dos msicos do grupo.

Uma segunda vertente: o quinteto armorial
A Orquestra Armorial de Cmara nasceu junto com o Movimento Armorial, embora os dois projetos tenham tomado rumos diferentes. O primeiro, sob o comando de Cussy de Almeida, investiu no regionalismo contextualizado com a msica clssica e suas peas tradicionais, entoadas ao som de instrumentos eruditos, como o violino. Na busca por uma caracterizao mais exacerbada do movimento, Ariano Suassuna criou, paralelamente, o Quinteto Armorial, que buscava produzir uma sonoridade mais prxima a de instrumentos realmente populares, como pfanos e rabecas.

Portanto, em 1970, nascia, juntamente OAC, o Quinteto Armorial, liderado por Antnio Jos Madureira, que tocava viola sertaneja. Os demais instrumentistas eram Edilson Eullio Cabral violonista , Egildo Vieira do Nascimento flautista e tocador de pfano , Fernando Torres Barbosa responsvel pelo berimbau , e Antnio Carlos Nbrega que ficou a cargo do violino e da rabeca. O grupo lanou quatro discos durante seus dez anos de estrada, vindo a ser extinto em 1980. Dos integrantes, apenas Antnio Nbrega seguiu carreira solo, realizando trabalhos que fundiam msica com dana e exploravam ainda mais o universo nordestino. Nas dcadas de 1990 e 2000, os shows de Nbrega, muito bem recebidos pelo pblico, circularam por todo o Brasil e por pases como Portugal, Frana, Inglaterra e Espanha.

Apesar de terem nascido do mesmo movimento, os dois grupos musicais tomaram rumos diferentes, basicamente por conta dos ideais de seus dirigentes Cussy queria regionalizar com base no erudito, enquanto Ariano idealizava um movimento unicamente nordestino, sem razes exteriores. quando surge essa dicotomia entre refinado e rstico, existente entre a Orquestra e o Quinteto, explica Srgio Barza, que acredita que, atravs desse processo, Ariano acaba fundando uma espcie de autenticidade para a msica, uma vez que buscava fazer algo que nunca tinha sido feito. Porque esse grande problema da msica repetir o que j se foi feito anteriormente, diz o professor.

Discografia
No fim dos anos 1970 e comeo de 1980, a Orquestra Armorial de Cmara realizou muitos trabalhos, principalmente a partir de 1975, ano em que o grupo lanou seu primeiro LP. O disco sem-ttulo, conhecido apenas como Ona, por causa da ilustrao da capa, traz obras marcantes de compositores como Guerra Peixe Mouro e Jos Tavares do Amorim Ciranda Armorial. Um desenho de J. Borges ilustrou a capa do LP Chamada, que foi editado no mesmo ano, trazendo a faixattulo composta por Clvis Pereira e Sem Lei, Nem Rei de Capiba.

Outros lbuns importantes da OAC foram Gavio, de 1976, e Orquestra Armorial Volume 4, de 1979. Alm de novos experimentalismos, o grupo apresentava releituras de Asa Branca, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira no primeiro disco e da cano folclrica Mulher Rendeira no ltimo. A discografia do grupo tambm se confunde obra musical de Cussy de Almeida, que produziu muitas composies para a Orquestra que dirigiu: Abertura, Nordestinados, Abio, Kyrie, Glria, Cip Branco de Macaparana, entre outras.

PRXIMOS CONCERTOS

19/07/2017

Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Ipojuca na Caixa Cultural Recife

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

/criancacidada

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.