POR

/

ENG

Revistas

Legado - Uma mala cheia de boas lembranas

Muitos ganhos culturais vieram a partir da viagem Itlia


A Orquestra Criana Cidad cruzou as fronteiras do Oceano Atlntico e realizou a faanha de se apresentar para o Papa Francisco, no Vaticano. O roteiro incluiu Itlia e Portugal, proporcionando o amadurecimento cultural do grupo. A ansiedade dos alunos para chegar a Roma foi enorme. Compras de agasalhos, economia financeira para trazer suvenires de viagem, alm de muito ensaio, passaram a ser rotina na vida dos msicos.

Treze horas de viagem, de Recife a Roma, com uma escala em Lisboa, separaram os jovens do sonho de conhecer a Itlia. Para o maestro da Orquestra, Nilson Galvo Jr., a histria do programa social pode ser dividida em duas fases: antes e depois de tocar para o Santo Padre. Essa conquista nos proporcionou mais visibilidade e fez com que mais pessoas reconhecessem a Orquestra como uma iniciativa sria, aponta o maestro. Para alguns alunos, essa era a primeira viagem ao exterior. Foi a primeira vez que viajei de avio, mas, ao contrrio do que pensei, no tive medo. Era como se eu tivesse andando de carro, disse, entre risos, o percussionista Ednaldo Santos.

Em terras italianas, a Orquestra foi recebida pelo padre Moiss, membro da Fraternidade Catlica, associao que estava promovendo sua 16 Conferncia Internacional. O concerto para o Papa integrou o evento, sendo que o resto do congresso foi realizado no Instituto Madonna del Carmine, conhecido como Carmelo, localizado em Ciampino, bairro com ares rurais. Foi l que a Criana Cidad se instalou.

A estadia no instituto religioso, rodeado por muito verde, proporcionou que as crianas experimentassem o clima outonal europeu, que chegou aos quatro graus celsius durante a hospedagem. Entre um ensaio e outro, os msicos conseguiram arrumar um tempo na agenda para conhecer alguns pontos tursticos de Roma e ampliar o conhecimento sobre a cultura local.

Para o aluno Lus Carlos Rozendo, 19 anos, o que mais lhe chamou ateno foram as esttuas de Michelangelo. A cidade de Roma parece um museu a cu aberto. A guia de turismo contou que a escultura de Moiss, feita por Michelangelo, para o tmulo do Papa Jlio II, era to perfeita que, segundo a lenda, quando Michelangelo finalizou a obra, bateu no joelho dela com a marreta e gritou: Fala!. Isso me chamou a ateno, relembrou Lus.

Os centros tursticos de Roma no ficaram de fora do roteiro dos Meninos do Coque. Muitos juntaram dinheiro para trazer alguns suvenires de viagem e presentar amigos e familiares. Em Roma, em quase todo o lugar que chegvamos tinha algum vendendo lembrancinhas da cidade. Eu comprei uma bola de neve de vidro, com uma miniatura do Coliseu no seu interior. Queria enfeitar a minha casa e me lembrar da viagem toda vez que olhar para ela, contou o percussionista Thierry Santos da Silva, 16 anos.

Segundo o coordenador pedaggico da Instituio, Aldir Teodzio, ir Europa foi uma oportunidade nica, afinal, Roma um dos beros da msica ocidental. L, os alunos do programa puderam conhecer o Coliseu, a Piazza Fontana, o Panteo e as Baslicas de So Pedro e So Paulo. Em minha concepo, o maior ganho musical dos nossos alunos foi ter conhecido o Panteo. No momento em que adentramos o espao, um coro se apresentava, executando msica gregoriana. A acstica do lugar era to perfeita que os meninos ficaram procurando as caixas de som. No havia nenhuma, e o som podia ser ouvido, da mesma forma, em qualquer parte do ambiente, narrou Aldir, impressionado.

O coordenador contou ainda que os integrantes da Orquestra ficaram encantados com a importncia que as artes tm na cidade. Durante os passeios, era comum ver apresentaes musicais pelas ruas. Grupos de violoncelos, acordeonistas, jazz e at bandas de bossa nova. Essa tambm foi uma experincia muito boa para os alunos. Rebeca Muniz, de 18 anos, no conseguia acreditar que estava prestes a tocar no Vaticano. Parecia um sonho. Eu fiz vrios vdeos e tirei fotos de todos os lugares por onde passei, para guardar como lembrana, disse.

Rebeca revelou a gratido que sente por todas as conquistas que obteve atravs da Orquestra. Antes de entrar no projeto, eu no tinha sonhos nem expectativas de vida. No sabia o que esperar do futuro. Hoje, eu consegui entrar na universidade, dou aula para os alunos menores e j conheci lugares do Brasil e do exterior, alm de desenvolver essa relao com a msica, que a coisa mais importante da minha vida, enumerou a jovem.

Em Portugal, no foi diferente: os msicos conheceram a cidade e seus pontos tursticos. Eles passaram pelo bairro de Cascais, situado a cerca de 30 minutos de Lisboa. Junto orla martima, essa a quinta vila mais populosa do pas, com mais de 200 mil habitantes. Conheceram o bairro de Belm, detentor de vrios espao verdejantes, constitudos por museus, parques e jardins. Com fortes rabes, palcios histricos e um imenso bosque, o bairro de Sintra tambm foi explorado pelos alunos.

O gerente da Orquestra Criana Cidad, Edmilson Barbosa, acompanhou os msicos nas viagens de Roma e Lisboa e viveu a mesma experincia. Dos lugares tursticos que conheci, gostei muito do Palcio da Ajuda, pela sua grandiosidade. O ambiente tambm j foi o lar da famlia real portuguesa. Para mim e para os garotos, passar por l foi conhecer um pouco da histria do Brasil, que foi colnia portuguesa, explicou Barbosa.

De volta ao Brasil, a Orquestra Criana Cidad se empenha nos ensaios e novos repertrios para elevar ainda mais o nvel musical do projeto. As malas, que foram cheias de expectativas, voltaram repletas de boas recordaes. Os alunos aumentaram a sua bagagem cultural e mostraram que os sonhos podem se realizar, quando h determinao e trabalho rduo.




Discurso proferido pelo coordenador-geral da Orquestra Criana Cidad, Joo Targino, durante a apresentao do referido grupo musical para o primeiro-ministro portugus, Pedro Passos Coelho, no Palcio da Ajuda Lisboa Portugal, no dia 4 de novembro de 2014:


Cumprimento o Primeiro-Ministro Passos Coelho, o Secretrio de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, demais autoridades, o pblico em geral e os vrios brasileiros que para c acorreram, no sentido de prestigiar o presente conclave. Minhas senhoras e meus senhores: sintam-se todos nominalmente cumprimentados e fraternalmente abraados.

Cumpre-me, de incio, fazer invocao ao provrbio latino Esto Brevis et Placebis, ou seja, Sede Breves e Agradareis, para anunciar-vos que serei sucinto.

Princpio fazendo referncias gratido, que algum j disse ser a memria do corao. E, de corao enternecido, digo, em nome de todos os que fazem o Projeto, muito obrigado ao Sr. Armnio Ferreira Diogo, portugus que, h mais de 50 anos, tem feito muito bem ao Brasil. S. Armnio, o Sr., como disse Milton Nascimento, um amigo que se deve guardar do lado esquerdo do peito. A gratido deve-se por ter rogado, junto ao Sr. Andr Gustavo, sua interveno junto ao Sr. Primeiro-Ministro Portugus, seu amigo pessoal, para que aqui pudssemos estar.

A Andr Gustavo, esse compatriota talentoso, que leva o nome do Brasil ao exterior, pelo seu talento e competncia, igualmente, nosso reconhecimento profundo. E, por ltimo, dizemos muito obrigado ao Sr. Primeiro-Ministro Passos Coelho, por ter aberto sua agenda e seu corao para ouvir os sons da esperana desta Orquestra.

Contextualizando nossa ao social, digo-vos que este Projeto nasceu para levar oportunidade a quem tem talento. E estou certo de que todo ser humano nasce, provido por Deus, de uma virtude laboriosa. Se o brao da oportunidade lhe estendido, o talento obra de Deus aflora. Caso contrrio, esse talento ficar adormecido por toda a vida.

A meta primordial buscada, diariamente, nesta Ao Social, a formao do carter. Neste momento, em que vivemos, no Brasil, uma aguda crise tica, que precede a falncia moral, formar cidados dar um contributo ptria. E para isto e por isto, o Projeto, que atende a 170 jovens de uma das comunidades mais pobres do Recife, fornece, alm das aulas de msica, trs refeies dirias, fardamento de gala e de uso dirio, atendimento mdico, odontolgico e psicolgico, aulas de informtica, aulas de lnguas e reforo escolar.

Todas essas benesses tm produzido excelentes frutos, que nos levam convico de que estamos no caminho certo da verdadeira incluso social por meio da cultura e da arte. Mahatma Gandhi, o prncipe da paz indiano, disse que a arte da vida est em fazer da vida uma obra de arte. Esta uma constatao diria que experimentamos no Projeto.

Sr. Primeiro-Ministro Passos Coelho, concluo convidando-o a conhecer a magnfica obra do Real Hospital Portugus do Recife, que cumpre um papel de excelncia na rea mdica e, tambm, no campo da beneficncia, no atendimento a pessoas humildes.

Nesta viagem, V. Exa. est convidado a visitar a Escola de Msica da Orquestra Criana Cidad, onde lhe ser conferida uma audio especial e creio, Sr. Primeiro-Ministro Passos Coelho, que valer a pena, pois, como sentenciou o to virtuoso poeta luso Fernando Pessoa: Tudo vale a pena quando a alma no pequena.

Muito obrigado.

PRXIMOS CONCERTOS

19/07/2017

Orquestra Criana Cidad dos Meninos do Ipojuca na Caixa Cultural Recife

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

/criancacidada

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.