POR

/

ENG

Revistas

Entrevista - O judicirio indispensvel na promoo da cidadania

Lutar pela justia social foi o objetivo principal da carreira do desembargador Nildo Nery. Ao longo de 82 anos de vida, o magistrado desenvolveu vrias iniciativas para melhorar a realidade dos menos favorecidos: reforou o sistema de mutires para agilizar a resoluo de processos; criou o primeiro Centro de Justia Teraputica, auxiliando rus com problemas mentais; e idealizou o Programa Criana Cidad, que viria a se transformar na ABCC. Natural de Goiana, Nildo Nery, comeou a carreira como datilgrafo, atravs de um concurso no Tribunal de Justia de Pernambuco, formou-se na Faculdade de Direito do Recife, foi secretrio geral do TJPE e atuou como juiz durante sete anos pelo interior de Pernambuco. O magistrado concluiu a ps-graduao em Direito Pblico na Universidade Catlica de Pernambuco, onde tornou-se professor de Criminologia, e aps 28 anos como juiz, Nildo Nery, foi nomeado desembargador em 1990, eleito vice- presidente entre 1994 e 1995 e presidente de 2000 a 2001, no TJPE.

O senhor acredita que todos os seres humanos podem ser melhores pessoas?

Sim. Acredito que todo ser humano criatura do Pai Eterno, podendo a qualquer tempo alcanar a converso.

O que o levou a ter um olhar misericordioso para com os detentos, crianas carentes e moradores de rua, que o acompanhou em toda a sua trajetria?

Em 1957, ingressei no quadro funcional do Tribunal de Justia de Pernambuco. L, conheci o desembargador Rodolfo Aureliano, um homem exemplarmente misericordioso. Ele me orientou a participar da Organizao do Auxlio Fraterno, onde dei os primeiros passos para ajudar aos carentes.

O que o Judicirio pode fazer pelo social e pela promoo da cidadania?

O Judicirio indispensvel na promoo da cidadania. O prmio Innovare, por exemplo, anualmente, destaca as prticas sociais mais relevantes exercidas pelos magistrados brasileiros.

O senhor ainda tem sonhos a realizar?

A sabedoria de vida consiste em semear sempre. Reconheo que meu desempenho hoje se encontra prejudicado pela sade e pela idade avanada, sobrecarregando os meus companheiros de misso, principalmente os juzes Joo Jos Targino e Paulo Brando.

Qual o balano que o senhor faz desses quase 15 anos de Associao?

A ABCC foi instituda com o propsito de cuidar das crianas em situao de vulnerabilidade. Os esportes e a msica foram os instrumentos escolhidos para atrair os jovens, rumo verdadeira cidadania. Se, no esporte, a Olimpada Criana Cidad tem alcanado excelentes frutos, sucesso maior tem sido
obtido na msica. A Orquestra Criana Cidad, instalada nas dependncias do quartel do 7 Depsito de Suprimento do Exrcito, no Bairro do Cabanga, com o apoio de importantes parceiros, vem obtendo reconhecimento internacional e conquistando significativos prmios. O Ncleo do Ipojuca, com dois anos de atividade tambm j se apresenta com eficincia. Os apoios e as importantes parcerias tm sido o trunfo do sucesso.

Qual a mensagem que o senhor tem a deixar para os alunos da Associao e da Orquestra?

Para os alunos da ABCC e da Orquestra, deixo a seguinte mensagem: a melhor forma de alcanar a verdadeira felicidade fazer o bem ao prximo. Aos demais funcionrios, colaboradores e patrocinadores, desejo que o Esprito Santo ilumine a todos para que possam continuar contribuindo com a integrao de jovens vulnerveis em uma sociedade sadia.

PRXIMOS CONCERTOS

19/12/2017

Cantata de Natal no Colgio Motivo

20/12/2017

Cantata de Natal na Caixa Cultural Recife

20/12/2017

OCC no Sesi PB

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

  • Ipojuca

  • Coque

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Newsletter

Gesto

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.