POR

/

ENG

Revistas

A parceria mais duradoura

Exrcito Brasileiro incentiva as atividades da Orquestra Criana Cidad desde a criao do projeto e garante organizao, disciplina e segurana a alunos e funcionrios

Considerando os servios prestados nao, a desvinculao poltico-partidria, a preparao e formao rigorosa de seu quadro de elite, e a eficincia e racionalidade do modus operandi do Exrcito Brasileiro, pouco compreensvel que a atuao social dessa fora armada mal seja divulgada pelos grandes meios de comunicao de massa. H tabus em jogo, certamente, mas tambm existem fatores miditicos a se ponderar: o Exrcito raramente est envolvido em temas da ordem do dia dos cadernos de poltica, economia, esportes e cultura.

Mesmo assim, a presena dos militares terrestres garante uma srie de aes importantes em todo o pas, eventual ou cotidianamente: a fiscalizao da produo e comrcio de produtos controlados, como armas e determinados componentes qumicos inflamveis; a execuo de obras de engenharia em todo o Brasil, a exemplo da duplicao da BR 101 Norte, do Recife a Natal; o apoio em calamidades pblicas, intervenes de pacificao urbana, emergncias sociais e campanhas de sade pblica; o combate ao trfico internacional de drogas; a proteo de fronteiras; a distribuio de gua e perfurao de poos no Nordeste; o apoio a comunidades indgenas amaznicas, entre outras.

Mais discreto ainda, mesmo para quem conhece a Orquestra Criana Cidad, o crucial apoio institucional que o Exrcito direciona ao projeto, a comear pela permisso para uso do prprio territrio, j que a sede da OCC se situa no 7 Depsito de Suprimento, inaugurado em 1992, no bairro recifense do Cabanga. O 7 DSup, alm disso, supervisiona diariamente a entrada, permanncia e sada dos funcionrios e alunos e cedeu a mo de obra para a construo das trs unidades da sede: a administrativa e as duas de aulas.

O comandante do 7 Depsito de Suprimento, coronel Mrcio de Souza Pinheiro, explica que a misso dos depsitos de suprimentos planejar a aquisio, recebimento, controle de qualidade (que inclui at anlise laboratorial), armazenamento, transporte e distribuio das diversas classes de suprimentos para todas as unidades das 12 regies militares do pas, trs das quais subordinadas ao Comando Militar do Nordeste: a 6, a 7 e a 10. Na 7 Regio Militar, que engloba Pernambuco, Alagoas, Paraba, e Rio Grande do Norte, o 7 DSup cuida das operaes a partir da etapa de recebimento e lida com os suprimentos das classes I, II, III, V, VIII e IX (vide infogrfico).

O 7 DSup tem o nome histrico de Depsito Campina do Taborda, por se encontrar nas imediaes do lugar onde os invasores holandeses assinaram a capitulao de guerra e devolveram as chaves da cidade do Recife, em 26 de janeiro de 1654, conforme estudo publicado pelo Iphan (Instituto do Patrimnio Histrico e Artstico Nacional) em 2001. Sobre a Orquestra Criana Cidad, coronel Pinheiro reitera a postura receptiva que vem dispensando a ela desde que chegou funo, em 26 de janeiro de 2015. A gente lida muito bem com a Orquestra, no h nenhum bice. Temos dois militares que auxiliam as crianas (vide pgina 38) e participamos tambm da alimentao delas. uma alegria para mim, como comandante, ter um projeto com esse alcance social aqui em nossa unidade, diz.

O comandante acrescenta que as viaturas (caminhes) frigorficas e graneleiras da unidade militar rodam 6 mil km por ms e abastecem 44 organizaes militares na 7 RM, que abrigam 15 mil homens. O quartel, que tem sob sua jurisdio a 2 Companhia de Suprimento, em Aldeia (municpio de Paudalho), possui um efetivo de cerca de 430 militares que se divide entre a atividade-fim a operao de suprimentos e as atividades-meio: gerenciamento de pessoal, inteligncia, fiscalizao, finanas, licitaes e outras.

ORIGEM DA PARCERIA O nascimento da relao da Orquestra com o Exrcito vem de uma parceria mais antiga, entre a fora armada e o Tribunal de Justia de Pernambuco, quando o desembargador Nildo Nery, hoje presidente da ABCC, assumiu a presidncia do rgo mximo do Judicirio estadual. O magistrado, ao pretender agilizar a execuo de processos julgados no Juizado de Execues Cveis da Capital (JECC), hoje extinto, convidou o juiz Joo Targino para coordenar um extenso mutiro de execues, que recorreu a policiais reformados para atuarem como oficiais de justia ad hoc (para a finalidade).

Joo Targino, hoje coordenador geral da Orquestra, relembra o fato: O JECC estava um verdadeiro caos, um absurdo, e ns precisvamos de um local para remover os bens executados, ento procuramos o coronel Paulo Pedroso, comandante do 7 DSup poca. Foi um trabalho muito exitoso, que virou notcia at no Jornal da Globo, porque introduzimos um sistema de comunicao aos devedores que foi uma inovao no Brasil, por utilizar oficiais de justia ad hoc para a entrega de mandados que continham cinco providncias: citao da penhora, intimao da penhora, intimao para audincia de tentativa de conciliao, avaliao do bem e remoo do bem.

Em 2006, o coordenador geral procurou o ento Comandante da 7 Regio Militar, general Maynard Marques de Santa Rosa, para solicitar apoio instalao da Orquestra Criana Cidad, que no dispunha de um lugar para funcionar prximo ao Coque, bairro inicialmente atendido pelo projeto. As portas do Exrcito esto abertas para o senhor, me respondeu o general Santa Rosa. Da procurei o coronel lcio de Freitas Martins, hoje general de brigada, que estava comandando o 7 DSup. Ele quem mandou construir a primeira unidade (edifcio) do projeto, conta Targino.

MILITARES NA ORQUESTRA Edmilson Barbosa, 31 anos, 1 tenente da reserva formado no Centro de Preparao de Oficiais da Reserva (CPOR), entrou na Orquestra Criana Cidad em 2013, tornando-se o quarto gerente administrativo do Ncleo do Coque, o terceiro a ter sido militar, depois dos sargentos Pedrosa e Costa estes, disponibilizados pelo DSup. O primeiro contato de Barbosa com a Orquestra se deu em uma ao em que a 2 Companhia de Guardas do Exrcito Brasileiro distribuiu brinquedos apreendidos pela Receita Federal por irregularidades fiscais na importao a crianas de escolas pblicas de todas as regies de Pernambuco, por iniciativa da Orquestra.

Imagine voc encontrar crianas que no tm nem o que comer, muito menos ter um brinquedo, relembra Edmilson, at hoje emocionado pela participao na Campanha dos Brinquedos 2010, que era comandada pelo primeiro tenente Vinicius Barbosa, irmo de Edmilson. Vinicius, posteriormente, foi chamado por Joo Targino para trabalhar na Orquestra, mas no pde aceitar o convite e ento indicou Edmilson, que j havia voltado vida civil e reside a pouco mais de 2km da sede da OCC.

Edivaldo Cavalcanti, gerente administrativo do Ncleo do Ipojuca, tambm era da 2 Companhia de Guardas e participou da Campanha dos Brinquedos de 2009. A gente via uma situao bem precria de alunos. Alguns andavam muito para chegar escola. Foi muito importante aquela parceria da OCC com o Exrcito (que durou at 2011), recorda. Alm de trabalhar com jovens em sua igreja, a Assembleia de Deus, Cavalcanti comandou um projeto social ainda como militar, o Peloto Esperana, que atendia 30 crianas da comunidade de Roda de Fogo, no Recife, e onde ele desempenhava tarefas semelhantes s do cotidiano da Orquestra: guardar material, acompanhar desempenho escolar, conduzir alunos dentro e fora do quartel etc. Talvez o Exrcito seja o maior patrocinador da histria da OCC, e que no pede nada em troca, refora Cavalcanti.

Ele conta que, durante a visita a uma das escolas da Zona da Mata Sul de Pernambuco atendidas pela Campanha dos Brinquedos, Joo Targino o observou interagindo com estudantes, ao organizar uma brincadeira de cabo de guerra, e pediu referncias ao tenente Vinicius. O convite direto veio em 2011. Porm, o sargento permaneceu na ativa e aguardou um novo chamado, que aconteceu em 2014, quando j estava na vida civil novamente. Barbosa me ligou e vim de imediato. A orquestra mudou minha vida, minha rotina. Vivo em funo de fazer o bem para os alunos da OCC, diz Cavalcanti, que acorda todos os dias s cinco da manh e sai de Casa Amarela para o municpio de Ipojuca, passando pelo 7 DSup.

O maestro Nilson Galvo Jr. pretendia se dedicar ao curso superior, mas foi convocado para cursar o CPOR (cujo hino, a Cano do CPOR, de autoria de Cussy de Almeida, primeiro diretor artstico da OCC, com letra de Reinaldo de Oliveira) e entrou na turma de Engenharia no ano 2000, enquanto pagava disciplinas do bacharelado em Msica na Universidade Federal da Paraba. Nilson tocava violoncelo fardado nas festas da unidade militar, ficando conhecido pelos colegas como maestro, e acabou mudando a viso sobre a vida militar. As pessoas mais preparadas que conheci at aquela poca eram do Exrcito. A partir da, comecei a me preocupar com o conceito de liderana, pois o tipo de liderana mais difcil de exercer o de ser lder de seus pares, conta.

PROJETOS SOCIAIS DO EXRCITO Trs grandes projetos sociais internos do Exrcito Brasileiro so pouco conhecidos no Nordeste. O Projeto Soldado Cidado oferece cursos tcnicos a recrutas, para capacitao tanto ao servio militar quanto volta para a vida civil. O Programa Calha Norte realiza obras estruturantes, como a construo de rodovias, portos, pontes, escolas, creches, hospitais, poos de gua potvel e redes de energia eltrica. Por fim, o Projeto Rondon beneficia os municpios selecionados com o envio de professores e alunos universitrios de diferentes reas do conhecimento para auxiliar na melhoria da qualidade de vida das comunidades e no aumento da eficincia da administrao municipal.

PRXIMOS CONCERTOS

23/10/2017

Abertura da Semana Nacional de Cincia e Tecnologia

29/10/2017

Encerramento do 1 Festival do Livro do Ipojuca

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

  • Ipojuca

  • Coque

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Newsletter

Gesto

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.