POR

/

ENG

Revistas

Xadrez para o crebro e para a diverso da crianada

Voluntrio Guilherme Cavalcanti repassa conhecimento de jogo milenar aos alunos da sede da ABCC, que desenvolvem o lado prtico jogando em tabuleiro e no computador

- Houldine Nascimento

O xadrez um jogo que costuma exigir dos participantes muita concentrao e inteligncia. Considerado esporte por alguns, cincia por outros e at visto como uma forma de arte, inegvel seu carter educativo. No antigo Espao Cultural e Esportivo Criana Cidad (ECECC), sede da ABCC, as crianas tm aprendido e praticado o famoso jogo de tabuleiro graas a aulas ministradas por um voluntrio: Guilherme Cavalcanti, 66 anos, que comeou a repassar aos alunos da ABCC, em outubro de 2016, o conhecimento adquirido quando jovem. O interesse pelo jogo surgiu na adolescncia e, ao ingressar no curso de Direito da Universidade Catlica de Pernambuco (Unicap), onde se formou, parou de jogar para se dedicar aos estudos e vida profissional.

Cavalcanti retomou a prtica h seis anos. Pela importncia do jogo, decidiu promover o ensino a crianas em situao de vulnerabilidade social. Eu me aposentei h oito anos e imaginei uma atividade em que pudesse fazer terapia ocupacional. Como jogava xadrez na adolescncia, ento me veio essa ideia de atuar em instituies pblicas e ONGs. Tenho ido a essas entidades e tentado transmitir um pouco do conhecimento de xadrez, explica. Na ABCC Sede, as aulas de xadrez acontecem pela manh, s segundas, teras, quintas e sextas. As crianas so instrudas em quatro etapas. Primeiro, eles preenchem uma smula com os dados e depois vo fazer as jogadas. A segunda parte a disputa em si. Em seguida, assistem a um vdeo didtico e, por fim, jogam xadrez no computador, detalha.

As crianas so bem motivadas, demonstram interesse e aprendem rpido. O xadrez desperta a ateno delas por envolver diversas vertentes: uma atividade recreativa, esportiva, de raciocnio e comportamento, analisa Cavalcanti, que tem contado com o auxlio do professor de Informtica Demison Costa para acelerar o aprendizado das crianas.

H um ano na ABCC, o aluno Jos Cabral de Oliveira Jnior, 12, um dos mais motivados. Aqui, eu j tive 15 aulas. Joguei com o professor e deu para aperfeioar e aprender coisas. Nunca tinha visto o xeque-mate louco, comenta. O contato de Jos Cabral com o xadrez veio antes, na Escola Municipal Maciel Pinheiro, na Torre, em 2013. No entanto, as aulas no projeto esto servindo para melhorar o desempenho. Eu aprendi xadrez na escola onde estudo. L, tinha um professor voluntrio. Tinha gente melhor do que eu e agora estou desenvolvendo a atividade, pontua. Alm de xadrez, Cabral aprende violino, informtica e teatro na ABCC.

PRXIMOS CONCERTOS

26/10/2018

Concerto de 4 anos do Ncleo do Ipojuca - 2 de 4

30/10/2018

Concerto de 4 anos do Ncleo do Ipojuca - 3 de 4

01/11/2018

OCC Ipojuca na Caixa Cultural Recife

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio





Apoio

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

Contato

Contato para Eventos

Rebeca Laranjeira (Bea)

Fones: 81 9 9959-9831/81 9 9403-7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 9 8831-9700 (WhatsApp)

E-mail: audicoes@gmail.com

Newsletter

Gesto

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.