POR

/

ENG

Revistas

Uma sinfonia de sonhos

A Orquestra Cidad vem mudando a vida de quem no tinha perspectiva de futuro. Hoje, as ambies dos Meninos so outras

A Orquestra Criana Cidad, apesar da pouca idade, j tem uma histria digna de lio de vida. H quatro anos, o projeto vem trabalhando para inserir socialmente crianas e adolescentes de uma das comunidades mais violentas do Recife o Coque. E nesse tempo, a msica conseguiu transformar a vida e a realidade desses jovens. Hoje, os Meninos e Meninas do Coque vm desenvolvendo habilidades para a profisso e para a vida. E isso no difcil notar. Os resultados esto s vistas, e os prprios garotos conseguem perceb-los, a comear por suas histrias de vida.

Joo Pedro, 14 anos, spalla da Orquestra, antes de vir para o projeto era um menino como qualquer outro da comunidade. Ia escola, jogava bola e brincava. Seu futuro era nebuloso e incerto, at fazer o teste para entrar na Orquestra, com o maestro Cussy de Almeida. Nunca pensei que um dia iria tocar violino. Pra ser sincero, nem conhecia esse instrumento. Quando o maestro disse que eu ficaria na ala dos violinistas, tive medo, mas, depois de muita prtica, s penso em tocar violino, diz. Joo afirma que, agora, participar da Orquestra um sonho, e que ele se transformou em um menino bem diferente do que era h quatro anos. Hoje, eu sou uma pessoa determinada nos meus estudos, quero aprender o mximo que eu puder, para um dia ser um grande msico e deixar a minha me muito orgulhosa. Deix-la feliz o meu maior desejo nesta vida.

Filipe Ferreira, 11 anos, tambm tem uma histria parecida. Era um garoto mimado e no gostava de ir escola. Pensava em ser bombeiro quando crescesse, pois queria ajudar as pessoas. Agora, Filipe tornou-se um aluno aplicado, que sonha em ser um grande violinista e levar sua msica para todos. Minha vida mudou completamente depois que cheguei aqui. Minha famlia e meus vizinhos tm muito orgulho de ver o que estou me tornando. Todos vibram bastante com a minha participao na Orquestra, fala o menino.

Genilza Bezerra da Silva, 16 anos, j tinha aptido pela msica. Ela tocava violo e baixo e sempre sonhou em ter uma banda de pop rock com seus amigos. Genilza nunca pensou que fosse gostar de msica clssica, pois seu perfil totalmente diferente. Era uma menina rebelde, que arranjava sempre uma desculpa para no estudar. Mas, ao chegar ao projeto, seus olhos se abriram para a vida. O maestro Cussy me fez ter amor ao estudo, no s pela msica, mas tambm pela escola. Ele meu dolo, afirma.

As crianas da Orquestra Criana Cidad concordam que o projeto uma porta para o futuro. Antes, conviviam com a incerteza; agora, os rumos parecem estar mais certos, e os caminhos, mais claros. Mais do que ensinar msica, a Orquestra mostrou aos garotos como persistir em seus sonhos e chegar ao futuro, seja l onde ele estiver. Bianca de Cssia Santos, 14 anos, uma das jovens que sonha alto. A violoncelista pretende ir muito alm da msica desde pequena, ela sempre quis ser jornalista. Muito perseverante e otimista, Bianca, ao mesmo tempo em que pretende continuar seus estudos de msica clssica e se integrar ao Conservatrio Pernambucano de Msica, no pretende abandonar o velho sonho. Aqui na Orquestra, meu maior aprendizado foi pensar alto, muito alm da barreira. Quero ser mais e vou conseguir, diz Bianca.

PRXIMOS CONCERTOS

21/09/2017

Show de abertura da Fliporto 2017

21/09/2017

Participao na Festa de So Miguel

27/09/2017

Grupo Contratempo (Percusso OCC)

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

/criancacidada

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.