POR

/

ENG

Revistas

A nova batuta da Orquestra

Intitulado por si mesmo como talo-nordestino, mistura da descendncia italiana com o orgulho da regio de origem, o recifense Lanfranco Marcelletti Jr. assume as batutas da Orquestra Criana Cidad. Aps conquistar vasta experincia no cenrio musical, tanto no Brasil, nas Orquestras Sinfnicas Brasileira e Recifense, como em festivais de pera na Itlia e em outros pases, o maestro inicia agora um novo trabalho: reger crianas e jovens da comunidade carente do Coque. Confira abaixo a entrevista sobre as expectativas de Lanfranco para a Orquestra Criana Cidad.

Como surgiu o convite para reger a OCC?
Lanfranco: Surgiu em agosto. Depois que eu vim a Recife e at visitei a Orquestra, a professora Aline Ananias me mandou um e-mail perguntando sobre a possibilidade de reger os Meninos do Coque. A princpio, pensei bastante, pois trabalho no departamento de msica da Universidade de Massachusetts, e isso significava ter que retornar ao Brasil. Mas amadureci a idia, e o que eu quero.

Ento como ser sua vida entre o Estados Unidos e o Brasil?
L: No vou deixar a Universidade e a Orquestra de Cmera. Isso enriquece o meu conhecimento como regente, o que eu trarei tambm para a Orquestra. Terei uma vida paralela. Mas ser um pula-pula, pois at julho de 2011 ficarei indo e vindo. S em agosto me estabelecerei em definitivo.

Quais experincias voc traz para a Orquestra?
L: Ensino na Universidade de Massachusetts h 15 anos, e todo o conhecimento que adquiri em teoria e harmonia musical e noo histrica da msica levarei para os meninos. Para ser um bom msico, no basta tocar bem um instrumento, o diferencial est na bagagem terica.

Quais caractersticas um regente que trabalha com projetos sociais precisa ter?
L: So trs as principais caractersticas. A primeira ter um profundo entendimento musical; depois, ser um educador. Por ltimo, conhecer a realidade das pessoas que participam do projeto, do lugar onde elas vivem.

Qual o motivo principal que o levou a aceitar o convite?
L: Eu quero mostrar a essas crianas que elas podem tocar to bem, ou melhor, do que aqueles que tiveram boas condies financeiras. Tambm quero trabalhar o comportamento de autocrtica com eles, para serem capazes de reconhecer o que precisam melhorar. Vou mostrar que aqui um lugar de possibilidades.

J pensa em alguma inovao para a Orquestra?
L: Agora que o presidente Lula concedeu um novo terreno para a Orquestra, penso em futuramente introduzir instrumentos de madeira e sopro no projeto. Assim seremos uma escola que formar grandes nomes da msica.

Conhea mais sobre Lanfranco Marcelletti

Considerado recentemente pela crtica espanhola uma Grande Sorpresa, o maestro e pianista Lanfranco Marcelletti Jr. vem conhecendo grande xito de crtica e pblico pelos diversos palcos onde tem se apresentado. Nos ltimos anos, tem dedicado especial ateno divulgao da msica clssica, com o intuito de aumentar a presena dos jovens nas salas de concertos. Ele conseguiu triplicar o nmero de ouvintes dos seus concertos na Universidade de Massachusetts, onde diretor musical da Orquestra da instituio.

Lanfranco estudou na Yale University, com o mentor e professor Eleazar de Carvalho; na Hochschule fr Musik und darstellende Kunst, em Viena (piano, composio); na Musik Akademie, em Zurique (piano); e no Conservatrio Pernambucano de Msica, onde comeou a carreira.

Seus compromissos como regente o tm levado a pases como Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Itlia, Rssia e Brasil, pas natal. Tem trabalhado com orquestras como a Sinfnica de Xalapa (Mxico), Sinfnica do Chile, Sinfnica da Galcia (Espanha), Sinfnica do Estado de So Paulo, Sinfnica do Teatro Comunale de Bologna (Itlia), Sinfnica de Madrid e Haydn Chamber Orchestra (Londres, Inglaterra).

Entre os reconhecimentos, esto os primeiros prmios no II Concurso para Jovens Regentes da Orquestra Sinfnica do Chile (1998) e no concurso Giovanni Solisti di Roma (piano, 1988), o prmio Regente Revelao do Ano concedido pela Associao de Crticos de Arte de So Paulo (1996), e os prmios Eleazar de Carvalho (1997) e Deans Prize (1996), ambos concedidos pela Yale University.

Em 1992, recebeu, por unanimidade, da Assembleia Legislativa de Pernambuco, um voto de agradecimento pelo trabalho na divulgao da msica clssica na sua cidade natal, Recife.

O trabalho junto aos Meninos do Coque ser paralelo regncia da "Cayuga Chamber Orchestra" (Ithaca, NY) e da "University Orchestra", na Universidade de Massachusetts.

PRXIMOS CONCERTOS

20/11/2017

Projeto Som Cidado - Orquestra Jovem Criana Cidad

21/11/2017

Meninos do Ipojuca na Caixa Cultural Recife

01/12/2017

I Concurso de Jovens Solistas - Concerto dos Vencedores

Clique aqui e baixe a Cartilha Lei Rouanet

outras matrias desta edio



Apoio

Patrocnio

Patrocnio Master

  • Ipojuca

  • Coque

Realizao

Acompanhe-nos nas Redes Sociais

Contato

Contato para Eventos

Gabryella Boudoux

Fones: 81 3428.7600/81 9 9403.7296

E-mail: eventosocc@gmail.com

Assessoria de Imprensa

Carlos Eduardo Amaral

Fones: 81 3428.7600 | 81 9 8831-9700

E-mail: audicoes@gmail.com

Newsletter

Gesto

Onde h msica no pode haver maldade
Miguel de Cervantes

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.